Homepage

  • Mineiro pode estar de regresso no Oi Rio Pro
    06 junho 2019
    arrow
  • Desta forma, o brasileiro Caio Ibelli e Kikas ficam sem certezas quanto a uma possível entrada na etapa.
  • Estamos a cerca de 15 dias do arranque do Oi Rio Pro, a quinta etapa do WCT 2019, e a lista de heats já foi divulgada, apresentando uma grande novidade: a presença de Adriano de Souza. Depois de se lesionar com gravidade no final do ano passado, Mineiro falhou as primeiras quatro etapas deste ano, mas estará agora recuperado para voltar à ação.

    O regresso do campeão mundial de 2015 é uma excelente notícia para o Tour e para os fãs do surf, embora não seja tão positiva para o surf nacional. Com Adriano de regresso, fecha-se mais uma vaga para os suplentes do circuito mundial, onde Frederico Morais ocupa a segunda posição da hierarquia. Isto após Kikas se ter estreado no WCT 2019 na etapa de Margaret River, graças a lesão de Mikey Wright, perdendo na 2.ª ronda.

    Desta forma, o brasileiro Caio Ibelli também fica sem certezas quanto a uma possível entrada na etapa, logo depois de ter conseguido um brilhante 3.º posto no Oeste australiano. Esse feito, e o facto de ter eliminado gigantes como Gabriel Medina, Kelly Slater e Jordy Smith, deveriam valer a Ibelli a continuidade entre a elite mundial, mais não fosse como wildcard.

    Ora, o Oi Rio Pro, que se vai disputar novamente em Saquarema, tem dois convites disponíveis. Um deles será para o vencedor dos trials entre alguns dos melhores surfistas canarinhos da atualidade no WQS, onde se destaca o campeão mundial júnior em título Mateus Herdy. O outro deverá ser entregue pela própria WSL.

    Caso exista justiça, Ibelli poderia entrar como convidado, sem ter de esperar por lesões. Assim sendo, caso existisse alguma lesão ou desistência de última hora – neste ponto não se sabe se Mikey Wright está recuperado, embora surja no draw – Kikas poderia receber uma vaga para entrar na prova brasileira.

    Olhando para os heats, Adriano ficará mesmo com a “fava” nesta ronda inaugural, uma vez que estará inserido no heat 4, juntamente com os compatriotas Filipe Toledo e Yago Dora. No entanto, resta lembrar que esta ronda inaugural está diferente em 2019 e se serve basicamente para definir seeding, com dois dos três surfistas a avançarem diretamente para a 3.ª ronda.

    O Oi Rio Pro realiza-se entre 20 e 28 de Junho e será crucial para a armada brasileira tentar recuperar o atraso que já tem para John John Florence na luta pela liderança do ranking mundial, isto depois do havaiano e bicampeão mundial em 2016 e 2017 já ter vencido duas das quatro etapas disputadas.

    Round 1:

    Heat 1: Kanoa Igarashi x Peterson Crisanto x Ricardo Christie
    Heat 2: Gabriel Medina x Adrian Buchan x Jadson Andre
    Heat 3: Kolohe Andino x Mikey Wright x Soli Bailey
    Heat 4: Filipe Toledo x Yago Dora x Adriano de Souza
    Heat 5: Italo Ferreira x Sebastian Zietz x Wildcard
    Heat 6: John John Florence x Deivid Silva x Wildcard
    Heat 7: Jordy Smith x Willian Cardoso x Ezekiel Lau
    Heat 8: Julian Wilson x Michael Rodrigues x Griffin Colapinto
    Heat 9: Conner Coffin x Kelly Slater x Jack Freestone
    Heat 10: Owen Wright x Seth Moniz x Leonardo Fioravanti
    Heat 11: Ryan Callinan x Wade Carmichal  x Jesse Mendes
    Heat 12: Jeremy Flores x Michel Bourez x Joan Duru

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram