Homepage

  • Apesar das dúvidas, Kikas não surge no draw do Quik Pro Gold Coast
    25 março 2019
    arrow
  • A uma semana do começo da primeira etapa do WCT 2019, existem alguns surfistas a recuperar de lesão e ainda em dúvida para participarem no evento.
  • A WSL divulgou esta segunda-feira a lista de heats para o Quiksilver Pro Gold Coast, a etapa inaugural do World Tour 2019, e Frederico Morais não surge entre os surfistas presentes na lista. Contudo, ainda pode haver uma réstia de esperança para o surfista português entrar no evento australiano, uma vez que são várias as dúvidas a cerca de uma semana do começo.

    Depois do anúncio da ausência de Adriano de Souza das quatro primeiras etapas do ano devido a lesão, com o compatriota Caio Ibelli a substituí-lo, Kikas ficou a apenas uma vaga de garantir a entrada no evento de Snapper Rocks. Contudo, desde então, não houve mais anúncios de ausências ou desistências.

    No entanto, isso ainda poderá vir a acontecer. Isto porque existem alguns surfistas a recuperar de lesão e ainda em dúvida para participarem no evento, além de alguns rumores sobre outros que também podem estar em risco de participar. A dúvida mais antiga é sobre a participação de John John Florence, que falhou grande parte da temporada de 2018 por lesão. Depois do regresso previsto para o Volcom Pipe Pro ter sido adiado, é expectável que o campeão mundial de 2016 e 2017 vá mesmo a jogo.

    Dúvida maior será a participação do veterano Adrian Buchan. O surfista australiano lesionou-se num joelho em fevereiro durante uma sessão de free surf. Ace corre agora contra o tempo para recuperar-se de uma rutura parcial do ligamento cruzado anterior. Uma situação bastante delicada e que só em cima do começo da etapa poderá ser descodificada.

    Mais recentemente foi a vez de Leo Fioravanti se lesionar num ombro. O surfista italiano lesionou-se em competição, durante o QS6000 de Newcastle e já nem competiu em Sydney. O regresso de Fioravanti à elite pode ser assim adiado, embora, neste caso, a recuperação seja mais provável, pois não se trata de uma lesão tão grave.

    Por fim, surgiu um rumor na imprensa especializada de que Griffin Colapinto teria sofrido uma durante uma viagem a Marrocos. Contudo, neste caso não se conhecem mesmo mais pormenores. Nem se a lesão é verdadeira, nem se é grave. Resta esperar pelo arranque do campeonato para perceber se o talentoso surfista californiano está em condições de competir.

    Após ter competido nas duas provas australianas de estatuto 6000 do WQS, Frederico Morais deverá permanecer na Austrália para saber se consegue a tão desejada vaga no Quiksilver Pro Gold Coast. O período de espera da prova arranca já a 3 de abril e prolonga-se até dia 13 do mesmo mês. Depois de cair do WCT no ano passado, Kikas surge em 2019 como segundo substituto. Até lá é esperar para ver!

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram