Homepage

  • Só deu Brasil no QS6000 de Fernando de Noronha
    25 fevereiro 2019
    arrow
  • No regresso de Fernando de Noronha ao circuito o melhor português foi Miguel Blanco, que terminou no 17.º posto, depois de ter sido eliminado por Medina pelo caminho.
  • A temporada de 2019 do WQS começa como decorreu particamente toda a de 2018: com o Brasil a dominar e vencer provas. Jadson Andre foi o vencedor final do Oi Hang Loose Pro Contest, que terminou este domingo na praia da Cacimba do Padre, na paradisíaca ilha brasileira de Fernando de Noronha, deixando assim o triunfo em casa.

    Numa temporada em que está de regresso ao WCT, onde entra pela terceira vez, Jadson conseguiu uma importante vitória, que o deixa bem lançado para garantir a permanência entre a elite mundial no final da temporada. Mas para chegar ao lugar mais alto do pódio teve de superar uma forte concorrência. Grande parte dela brasileira e também pertencente ao WCT.

    No dia final tudo começou com um triunfo impressivo sobre o campeão mundial Gabriel Medina nos quartos-de-final. Com os tubos a darem lugar ao surf progressivo nos últimos dias em Noronha, Jadson teve de superar o norte-americano Cam Richards nas meias-finais para garantir-se como finalista.

    No heat de todas as decisões Jadson teve pela frente o compatriota Yago Dora, que vinha de um triunfo frente a Italo Ferreira nas meias-finais. Dora estava bem lançado e até conseguiu a melhor nota da final, com 9,00 pontos. Contudo, Jadson foi mais forte na reta final e conseguiu um score de 16,46 pontos, apenas 0,36 pontos acima da prestação do rival.

    Este primeiro QS6000 da temporada, que antecede as duas provas com o mesmo estatuto que se realizam na Austrália, foi, assim, dominado do início ao fim pelos tops brasileiros. No regresso de Fernando de Noronha ao circuito o melhor português foi Miguel Blanco, que terminou no 17.º posto, depois de ter sido eliminado por Medina pelo caminho.

    Em relação aos outros portugueses em prova, Vasco Ribeiro terminou no 25.º posto, Frederico Morais no 37.º lugar e Luís Perloiro na 73.ª posição. A armada lusa segue agora para a Austrália, onde a 11 de março arranca o QS6000 de Newcastle. Antes disso, Pedro Coelho vai ser o único representante português no QS3000 de Avoca Beach.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Galeria