Homepage

  • Vasco Ribeiro ganha wildcard para o WCT
    13 outubro 2018
    arrow
  • Perante este cenário vai haver duelo entre Vasco e Kikas na ronda inaugural, com Julian Wilson e o título mundial também ao barulho.
  • Afinal, vão ser três os surfistas portugueses a competir no MEO Rip Curl Pro Portugal, a décima e penúltima etapa do WCT 2018, que arranca na terça-feira em Peniche. A WSL atribui um wildcard de última hora a Vasco Ribeiro, que se junta assim a Frederico Morais e Miguel Blanco, que também teve wildcard, na prova portuguesa.

    Depois de perder a luta pelo título nacional para Blanco, Vasco tinha perdido a hipótese de voltar a enfrentar os melhores surfistas do Mundo. Contudo, uma baixa de última hora poderá ter sido a causa do convite ao surfista da Poça, que tem o melhor resultado de sempre de um português nesta etapa, depois de em 2015 ter chegado às meias-finais.

    “Adivinham onde vou estar na próxima semana? Obrigado WSL pela oportunidade de surfar estas ondas de novo. E com o melhor público do mundo por perto”, escreveu Vasco nas redes sociais, dando assim a novidade – na WSL ainda não surgiu qualquer informação relativamente a este wildcard.

    Fica assim a dúvida do que poderá ter aberto esta vaga para Vasco Ribeiro entrar em prova. As três baixas certas eram as de John John Florence, Kelly Slater e Caio Ibelli, que pela lógica seriam preenchidas pelos suplentes Miguel Pupo e Wiggolly Dantas e pelo “wildcard cativo” Mikey Wright.

    Contudo, poderá haver uma lesão de última hora, ou até a WSL pode ter abdicado de dar o convite a Mikey Wright, uma vez que com o 5.º lugar alcançado em França, já garantiu a qualificação para o WCT 2019, pois está atualmente no 8.º posto do ranking mundial, mesmo sem fazer parte do top m34 que iniciou a época.

    Resta agora, esperar pela divulgação dos heats da ronda inaugural para perceber a razão deste wildcard e também para conhecer os adversários dos portugueses em prova. No entanto, é certo que Vasco Ribeiro e Miguel Blanco vão entrar indiretamente nas contas do título, uma vez que estarão nos heats dos candidatos ainda na disputa.

    Gabriel Medina chega a Peniche na liderança do ranking, mas com Filipe Toledo e Julian Wilson ainda na luta. Ora, Medina não irá enfrentar nenhum português, pois dos três wildcard o pior posicionado é o brasileiro Samuel Pupo, que recebeu o convite da Rip Curl. Já Filipe Toledo terá pela frente Miguel Blanco.

    A grande curiosidade é o facto – e já é seguro avançar – de Vasco Ribeiro, que é o melhor classificado dos três wildcards no ranking do WQS – ir enfrentar Julian Wilson e também… Frederico Morais, que chega a Peniche no 22.º posto, o último que dá requalificação para o próximo ano, e a precisar de um resultado forte para se manter na elite mundial em 2019. Isto, claro, se não existirem outras baixas de última hora e mais novidades em relação a wildcards…

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram