Homepage

  • Vasco Ribeiro sobe ao top 20 mundial
    01 outubro 2018
    arrow
  • O único dos três portugueses do top 100 mundial que não subiu foi Miguel Blanco, apesar de ter chegado à 2.ª ronda do evento ericeirense.
  • A prestação dos surfistas portugueses no recente EDP Billabong Pro Ericeira, QS10000 que terminou no sábado em Ribeira d’Ilhas, permitiu uma subida geral no ranking WQS. O maior destaque foi mesmo Vasco Ribeiro, que trepou até ao 20.º posto, estando cada vez mais perto dos lugares de acesso ao World Tour 2019.

    Mas nem só Vasco subiu no ranking. Frederico Morais, que foi o melhor português em prova, ao chegar aos oitavos-de-final, conseguiu entrar no top 50 mundial, depois de subir 47 posições até ao 41.º posto do ranking. Uma prestação útil, pois coloca o surfista de Cascais na luta pela requalificação para o Tour também pelo WQS.

    O único dos três portugueses do top 100 mundial que não subiu foi Miguel Blanco. Apesar de ter chegado à 2.ª ronda do evento ericeirense, Blanco acabou por se manter à justa no top 10, descendo seis posições, precisamente até ao lugar número 100. Uma posição que dificilmente dará entrada ao jovem surfista português nos QS10000 havaianos de final de temporada, embora matematicamente ainda pudesse atingir a qualificação.

    Outro dos destaques portugueses em prova foi Tomás Fernandes. O wildcard local conseguiu chegar à 3.ª ronda, o que lhe valeu uma subida de 34 posições até ao 124.º posto mundial. Uma situação que o deixa perto de regressar ao top 100 mundial, embora isso já só possa acontecer na próxima temporada.

    Após a Ericeira restam apenas duas etapas de estatuto 10000 e ambas são no Havai, em Haleiwa e Sunset Beach. E é lá que tudo se vai decidir. Sobretudo, para Vasco Ribeiro, que está a pouco mais de 3 mil pontos do “cut”, que neste momento se faz no 13.º posto do norte-americano Evan Geiselman. Um resultado forte no Havai pode colocar Vasco no WCT 2019.

    Para se ter noção da importância do EDP Billabong Pro Ericeira para estas contas, basta ver que o vencedor, o australiano Ryan Callinan, saltou diretamente para o 2.º posto do ranking, além de garantir já uma vaga no CT do próximo ano. O ranking é agora liderado por Kanoa Igarashi, finalista vencido em Ribeira d’Ilhas.

    Top 15 do ranking do WQS:

    1. Kanoa Igarashi (EUA), 24.750*
    2. Ryan Callinan (AUS), 19.360
    3. Griffin Colapinto (USA), 18.650*
    4. Seth Moniz (HAV), 17.750
    5. Peterson Crisanto (BRA), 17.600
    6. Deivid Silva (BRA), 14.450
    7. Jadson Andre (BRA), 14.160
    8. Jorgann Couzinet (FRA), 13.660
    9. Ethan Ewing (AUS), 12.730
    10. Alejo Muniz (BRA), 12.710
    11. Leo Fioravanti (ITA), 12.560
    12. Mikey Wright (AUS), 12.405*
    13. Evan Geiselman (USA), 12.210
    -----------------
    14. Ricardo Christie (NZL), 11.700
    15. Tanner Hendrickson (HAV), 11.140
    (…)
    20. Vasco Ribeiro (PRT), 9.175
    41. Frederico Morais (PRT), 6.910
    100. Miguel Blanco (PRT), 3.760
    124. Tomás Fernandes (PRT), 2.940
    190. Pedro Coelho (PRT), 1.890
    199. Nic von Rupp (PRT), 1.825

    *Em lugares de qualificação no ranking do WCT

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram