Homepage

  • Portugueses no arranque da perna havaiana
    25 outubro 2018
    arrow
  • Miguel Blanco é, para já, o único português com entrada no HIC Pro, mas Pedro Coelho está em boa posição para se juntar ao campeão nacional.
  • É já este sábado que vai ser dado o tiro de partida na muito aguardada e decisiva temporada havaiana do WQS, com a realização do já tradicional HIC Pro, um QS3000 que se realiza na mítica onda de Sunset Beach – mais tarde irá receber o último QS10000 da temporada. E Portugal vau estar representado nesta importante prova.

    Para já, Miguel Blanco é o único representante luso a conseguir entrar no quadro de competição. Frederico Morais chegou a estar inicialmente inscrito, mas acabou por cancelar a participação. Mas podem existir mais portugueses em prova, uma vez que antes de o draw ser revelado Pedro Coelho era o alternate número 2.

    Quem também estava na lista de “reserva” era Jácome Correia, que já em anos anteriores competiu neste evento. Ainda assim, o jovem açoriano está mais longe de conseguir uma entrada, uma vez que é o oitavo alternate. Luís Perloiro também chegou a estar na lista de alternate, mas cancelou a inscrição.

    Resta agora perceber se até sábado irão existir desistências e se Coelho se irá juntar a Blanco em prova. A única certeza, para já, é que os surfistas portugueses já estão pelo Seven Mile Miracle a desfrutar do inverno havaiano. E Miguel Blanco também já sabe que se irá estrear no 12.º e último heat da 2.ª ronda, frente ao sul-africano Adin Masencamp, ao havaiano Makai McNamara e a outro surfista vindo da ronda inaugural.

    Apesar de ser apenas um QS3000, esta prova vai contar com a presença de três surfistas do World Tour, com grande destaque para o sul-africano Jordy Smith. A ele juntam-se o havaiano Zeke Lau e o norte-americano Pat Gudauskas. Depois, em prova estarão também imensos surfistas havaianos, uma vez que o HIC Pro serve de qualificação local para as duas primeiras provas da Triple Crown – os QS10000 de Haleiwa e de Sunset Beach.

    Por falar em Haleiwa, já é também conhecida a lista de inscritos para o penúltimo QS10000 da temporada, que se irá realizar de 12 a 24 de novembro. Frederico Morais e Vasco Ribeiro foram os únicos portugueses a garantir entrada direta no evento, com Kikas a estrear-se apenas na 3.ª ronda e Vasco na 2.ª. Infelizmente, e apesar da boa temporada que fez, quem ficou de fora por 13 lugares foi Miguel Blanco. Em prova vão estar 22 surfistas do CT, com destaque para o brasileiro Filipe Toledo.

    Atenções também no Brasil

    Em simultâneo com o HIC Pro, cujo período de espera se prolonga até 9 de novembro, também se realiza no Brasil um QS3000, mais concretamente em Maresias. A prova começa na próxima quarta-feira e vai até 4 de novembro. Em prova vão estar três portugueses, com algumas novidades pelo meio, e ainda meia dúzia de surfistas do WCT, com destaque para o local e atual líder mundial Gabriel Medina.

    A armada lusa vai ser representada neste evento por Francisco Carrasco, Luís Perloiro e ainda Francisco Alves, que vai fazer assim um regresso ao WQS. Depois de vários anos de pausa, Xico aproveita para matar saudades na praia do seu grande amigo Medina. Alves e Perloiro vão estrear-se logo na ronda inaugural, enquanto Francisco Carrasco, que já esteve em ação na semana passada no QS1000 de Itacaré, perdendo de primeira, entra direto para a 2.ª ronda.

    Mas nem só no circuito masculino Portugal vai estar em ação. De 1 a 4 de novembro a campeã nacional Camilla Kemp vai estar a competir no Chile, na histórica onda de Pichilemu, em Punta de Lobos. Camilla é uma das top seeds deste QS1500, onde tentará pontuar para melhorar o seu ranking- atualmente ocupa o 67.º posto.

    A prova chilena antecede a ida do circuito para a Austrália, onde irá decorrer o último QS6000 do ano. É lá, de 8 a 13 de novembro, que se vão decidir as contas da qualificação para o WWT 2019 e Portugal estará representado tanto por Camilla como por Teresa Bonvalot. Teresa chega mesmo a Port Stephens na luta por uma inédita qualificação, uma vez que ocupa atualmente o 17.º posto do ranking, a apenas 7 lugares e pouco mais de 3 mil pontos do cut.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram