Homepage

  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Um prémio que só surgiu depois de a surfista brasileira ter “lutado” pelos direitos das surfistas femininas.
  • Maya Gabeira viu esta segunda-feira ser-lhe confirmado o registo de maior onda alguma surfada por uma mulher. Este é assim um recorde inédito no surf feminino, mas também mais um recorde mundial do Guinness para a Praia do Norte, na Nazaré. A big rider brasileira surfou a onda em questão no passado dia 18 de janeiro.

    A notícia foi confirmada esta segunda-feira pela WSL, sendo a Maya Gabeira já recebeu mesmo o prémio para a maior onda surfada por uma mulher. Um prémio que só surgiu depois de a surfista brasileira ter “lutado” pelos direitos das surfistas femininas.

    Este é mais um recorde mundial para a Nazaré, depois de já este ano o brasileiro Rodrigo Koxa ter superado o registo da maior onda alguma vez surfada. Um recorde que pertencia a Garrett McNamara, com uma onda também apanhada na Praia do Norte.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Maya Gabeira
  • WSL
  • Livro dos Recordes do Guinness
  • Recorde Mundial
  • ondas grandes
  • nazaré
  • praia do norte
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
setembro 22
Onda californiana de San Miguel a salvo de possível extinção
setembro 22
Há uma nova onda na Indonésia: é gerada por um navio encalhado e repete história do século XX
setembro 20
Kanoa Igarashi, de vice-campeão mundial ISA à prata olímpica em casa
setembro 22
Abriram as inscrições para o Campeonato Nacional de Surf Esperanças Sub-14
setembro 22
Exposição Viva celebra 1ª edição do Programa Atlantis no Dia Nacional da Água
setembro 21
Época balnear em Espinho prolongada até 26 de setembro
setembro 22
Nível do mar continua a subir a um ritmo alarmante