Homepage

  • Frederico Morais avança em Supertubos
    17 outubro 2018
    arrow
  • Português vingou a derrota de França para Yago Dora, mas tem de continuar a pontuar para ficar garantido no WCT 2019.
  • Frederico Morais garantiu esta quarta-feira a qualificação para a 3.ª ronda do MEO Rip Curl Pro Portugal, depois de um triunfo emotivo e sofrido frente ao brasileiro Yago Dora. Kikas superou assim a ronda de repescagem, respirando agora um pouco melhor em relação às contas do ranking.

    Atualmente no 22.º posto do ranking, o último que dá acesso à requalificação direta, Kikas precisa de vencer com urgência, até porque pela frente tinha o 21.º do ranking e o seu “carrasco” na última etapa, em França. Foi perante este cenário que Kikas entrou com tudo na bateria.

    Apesar de as condições estarem ainda mais difíceis que na véspera, Frederico apostou nas manobras e foi ganhando vantagem no heat e melhorando ao longo da disputa, frente a um Dora meio perdido no mar de Peniche. No final o rookie brasileiro ainda ameaçou a reviravolta, levando algum drama até Supertubos, mas acabou por não conseguir uma segunda onda boa.

    Frederico Morais terminou assim o duelo com 11,44 pontos, contra apenas 9,16 do brasileiro, vingando da melhor forma a polémica derrota em Hossegor. Um triunfo importantíssimo para Kikas, que o coloca na 3.ª ronda, onde irá competir no heat 4 frente ao norte-americano Conner Coffin, o finalista em Peniche em 2016. Será, certamente, um duelo de power surf, com dois dos melhores surfs de rail do Tour.

    Destaque ainda para o facto de Kikas poder enfrentar Gabriel Medina caso ambos avancem para a 4.ª ronda, pois ambos estão na mesma parte do draw. O líder mundial terá pela frente o australiano Ryan Callinan, enquanto Filipe Toledo, atual número 2 do Mundo, enfrenta Joan Duru, e Julian Wilson, número 3, mede forças com Ian Gouveia. Caso Toledo passe esta ronda Medina já não poderá ser campeão mundial em Portugal e tudo fica adiado para o Havai.

    Esta quarta-feira a prova retomou apenas pela hora de almoço e realizaram somente as 6 baterias restantes da ronda de repescagem. Maior parte dessas baterias tiveram desfecho favorável à luta de Kikas pela qualificação, sobretudo na 11.ª, onde o havaiano Zeke Lau ganhou ao australiano Conner O’Leary, atual 23.º do ranking.

    Apesar do triunfo frente a Dora, o português não consegue ultrapassar o brasileiro no ranking. Mas se passar mais uma ronda irá fazê-lo. Já se chegar aos quartos-de-final, poderá mesmo saltar para perto do top 15 mundial, uma vez que os surfistas dessas posições já estão praticamente todos fora de prova.

    Dos que vêm atrás de Kikas no ranking e ainda a lutar pela requalificação restam em prova Tomas Hermes (24.º), Pat Gudauskas (26.º), Matt Wilkinson (28.º), Ian Gouveia (30.º), Jesse Mendes (30.º) e Joan Duru (33.º). No entanto, Hermes e Gudauskas são os que representam a maior ameaça, uma vez que estão a cerca de 2 mil pontos de distância. Todos os outros já precisariam de chegar bem longe no campeonato para superar o português.

    Tudo fica agora adiado para a decisiva 3.ª ronda. A chamada para amanhã vai acontecer novamente pelas 7H45 e poderemos ter mais uma vez ação em Supertubos.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram