Homepage

  • Kikas eliminado de forma polémica em França
    10 outubro 2018
    arrow
  • Apesar de ter feito um dos melhores scores da temporada (15,57 pontos), Kikas acabou eliminado de forma inglória, por apenas 0,20 pontos.
  • Foi um desfecho inglório para Frederico Morais, esta quarta-feira, no Quiksilver Pro France, a nona e antepenúltima etapa do World Tour 2018. O surfista português esteve em grande nível, mas acabou por perder para o brasileiro Yago Dora no 12.º e último heat da 2.ª ronda. Kikas acabou eliminado por apenas 0,20 pontos e com alguma polémica à mistura, deixando Hossegor no 25.º posto final.

    Depois de um começo muito forte, graças a uma onda de 7,50 pontos – duas batidas muito fortes de backside – e outra onda de 7,87 – um belo e longo tubo para a esquerda -, Kikas ficou na liderança do heat, mesmo perante uma nota de 8,00 com que o rookie brasileiro respondeu. A precisar de uma nota acima de 7 pontos, Dora acabou por apostar naquilo que o tornou famoso: os aéreos. E foi premiado pelos juízes.

    Se apenas um aéreo, embora tenha sido bem alto e bem executado, podia levantar dúvidas quanto à justiça da nota dada pelos juízes – talvez se tivessem entusiasmado com a recente conquista do brasileiro na competição especial de aéreos levada a cabo pela WSL em França -, o pior ainda estava para vir. A precisar de 7,91, Frederico soube esperar por uma onda de qualidade e quando a apanhou aplicou quatro manobras fortes. Depois de alguma espera a nota saiu… um 7,70. Kikas ficava assim a apenas 0,20 pontos dos 15,77 de Yago Dora e até final já não conseguiu inverter a situação.

    Apesar de ter feito um dos melhores scores da temporada (15,57 pontos) – suficiente para ter vencido todos os outros heats da ronda realizados durante o dia de hoje -, Kikas acabou eliminado de forma inglória. Um resultado que deixa ainda mais em aberto o futuro do surfista português entre a elite mundial. Para já, Frederico continua de forma provisória no 22.º posto do ranking, mas há alguns adversários que o poderão ainda ultrapassar caso avancem mais rondas na prova francesa.

    A apenas duas etapas (Portugal e Havai) do final do World Tour 2018, o futuro de Kikas continua em jogo e os próximos campeonatos afiguram-se decisivos para as contas finais. De França o tour segue para Portugal, onde no próximo dia 16 de outubro, terça-feira, começa o período de espera do MEO Rip Curl Pro Portugal, em Peniche. Um evento onde Frederico Morais precisa mais do que nunca de um resultado forte para garantir a continuidade entre a elite mundial.

    A prova prosseguiu ainda para a 3.ª ronda e as boas notícias foram as eliminações de alguns dos adversários diretos de Kikas na luta pela permanência no Tour, como foram os casos de Connor O’Leary, Ian Gouveia e… Yago Dora. Mais a grande surpresa da ronda foi a eliminação de Filipe Toledo perante o wildcard Ryan Callinan. No heat seguinte Medina respondeu da melhor forma, passando para a 4.ª ronda. Em cheque fica a liderança do ranking mundial e a possibilidade de Medina vir para Portugal como número um mundial, por troca com o compatriota.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram