Homepage

  • Conhecidos os wildcards do Surf Ranch Pro
    31 agosto 2018
    arrow
  • Miguel Pupo e Wiggolly Dantas também vão competir na piscina criada por Kelly Slater, em virtude das lesões de Caio Ibelli e John John Florence.
  • Falta apenas uma semana para a aguardada estreia do Surf Ranch Pro, etapa que vai levar os melhores surfistas do Mundo até Lemoore, na Califórnia, para competir na onda artificial criada por Kelly Slater. E vão começando a ser conhecidos os últimos pormenores, sendo que ontem a WSL divulgou os nomes dos wildcards masculinos.

    O australiano Mikey Wright, atual 12.º classificado do ranking, mesmo sem pertencer ao WCT, foi assim o segundo wildcard escolhido para entrar em prova, depois de o japonês Hiroto Ohhara já ter vencido um concurso para carimbar a primeira vaga. Do lado feminino já era conhecido que o convite ia para a havaiana Bethany Hamilton.

    Muitos já começaram a ironizar mais um convite para o irmão mais novo de Owen Wright, naquela que parece ser a “guerra” de 2018. No entanto, há que frisar que Mikey tem aproveitado os convites que lhe têm sido feitos e, por isso, está tão bem no ranking e praticamente qualificado para o CT do próximo ano.

    Levado ao colo, dizem uns… Vamos, então, a factos, para tentar desmistificar um pouco esta “perseguição” ao jovem australiano. Basta recuar no tempo para verificar que todos os anos tem havido um wildcard que se destaca no início da época, merecendo posteriormente mais convites da WSL. A diferença é que não conseguiram aproveitar as segundas oportunidades como Mikey Wirgh conseguiu.

    Ora vejamos, no ano passado Yago Dora foi o wildcard em destaque, depois de ter feito um brilharete na etapa brasileira, com um 3.º lugar final. A WSL deu-lhe um wildcard para a etapa seguinte, nas Fiji, e ficou em… 25.º lugar. Em 2016 foi Leo Fioravanti que terminou no 5.º posto em Margaret River, recebendo convite para o Brasil, onde foi 13.º.

    Em 2015 havia sido a vez do australiano Jay Davies brilhar em casa, na etapa do Oeste australiana. Davies foi 5.º, depois de brilhar, sobretudo, em The Box. Não recebeu convite para a etapa seguinte no Brasil, mas recebeu para os tubos da Fiji, onde não passou do 25.º posto.

    A diferença destes casos – e até do de Dane Reynolds no início da década, que parecia ter um wdilcard fixo, sobretudo nas etapas da Quiksilver - para o de Mikey Wright é que o australiano aproveitou os convites como nunca alguém o havia conseguido fazer. E, claro, beneficiou de uma situação de várias lesões da qual não tem culpa alguma.

    Vejamos, Mikey foi 9.º na etapa inaugural do ano, onde recebeu um widlcard da marca que o patrocina. Mas não foi um 9.º lugar qualquer, pois pelo meio eliminou John John Florence e Gabriel Medina. E, mesmo assim, na etapa seguinte não foi a jogo. Fruto dessas lesões conseguiu entrar em etapas seguintes. A um 13.º lugar juntou dois 3.ºs consecutivos e, subitamente, estava na luta pelos primeiros lugares do ranking.

    Ora, se matematicamente, Mikey teria de ser incluído na luta pelo título, o que deveria fazer a WSL senão continuar-lhe a dar convites? Até porque as lesões continuaram e houve sempre necessidade de chamar substitutos… Agora, estando na luta pelo top 10 final não faria sentido deixar de o chamar ao convívio da elite mundial, onde ele até estará em 2019. Por mérito, factual!

    Se o caminho de Mikey Wright foi facilitado por tanto wildcard recebido? Foi tanto como o dos outros surfistas que também já mereceram de wildcards por mais que uma vez, com a diferença de não os terem conseguido aproveitar da mesma forma que o australiano. Nem o próprio Dane Reynolds, considerado por muitos um dos melhores surfistas do Mundo…

    Entretanto, a WSL também anunciou que os brasileiros Miguel Pupo e Wiggolly Dantas vão estar em prova, beneficiando das lesões de Caio Ibelli e John John Florence. Quem já não parece estar lesionado é Kelly Slater, que não poderia perder a estreia da sua piscina no World Tour.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Galeria