Homepage

  • Aos 16 anos, Marks dispara no topo mundial
    18 junho 2018
    arrow
  • Surfistas portuguesas não passaram da 4.ª ronda no QS6000 de Los Cabos e caíram todas no ranking do WQS.
  • Pode ter apenas 16 anos, mas Caroline Marks é já uma das melhores surfistas do Mundo. Tem confirmado isso mesmo ao longo de 2018, no ano de estreia no Women’s World Tour, para o qual se qualificou com 15 anos e onde ocupa atualmente o 7.º posto do ranking. Mas também o fez este fim-de-semana ao vencer o QS6000 de Los Cabos, no México.

    A jovem goofy norte-americana não se limitou a vencer o evento, como ainda deu uma verdadeira lição de surf a todas as adversárias que teve pela frente, conseguindo scores na casa da excelência, como os 18 pontos com que eliminou a regressada Alana Blanchard nos oitavos-de-final. Foi o segundo triunfo da época para Marks, novamente num QS6000.

    Resultados que deixam a jovem natural da Florida numa liderança bem folgada do ranking do WQS feminina, superando já a barreira dos 16 mil pontos. Ou seja, mesmo que não termine o ano qualificada pelo ranking do WWT, Marks já está praticamente garantida no WWT 2019 pelo ranking WQS. Um verdadeiro fenómeno, apesar da tenra idade.

    No dia final em Los Cabos, Marks começou por eliminar a havaiana Brisa Hennessy nos quartos-de-final, num heat em que ambas terminaram empatadas. Seguiu-se um triunfo frente à brasileira Silvana Lima nas meias-finais. Já na final teve de superar a atual número 3 mundial e recentemente tornada brasileira Tatiana Weston-Webb, com 17,06 pontos contra 16 da rival.

    Em relação às surfistas portuguesas esta prova não correu tão bem como o esperado e nenhuma das presentes conseguiu passar da 4.ª ronda. Mariana Assis caiu logo na ronda inaugural. Camilla Kemp ainda avançou duas rondas e acabou por ser a melhor portuguesa, com um 25.º posto. Carol Henrique e Teresa Bonvalot avançaram somente uma ronda e terminaram ambas no 37.º posto. As três caíram na 4.ª ronda.

    Dessa forma, todas registaram uma queda no ranking e a armada lusa passou de três para apenas duas surfistas no top 50 mundial. Teresa Bonvalot segue destacada, mas caiu três posições, para o 13.º posto do ranking – posição que ainda a deixa bem posicionada para atacar a qualificação. Camilla surge na 49.ª posição, com Carol a estar na 52.ª.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram