Homepage

  • Toledo quebra mito(s) e vence Oi Rio Pro
    18 maio 2018
    arrow
  • Surfista brasileiro deu show de aéreos e tubos e ascendeu à vice-liderança do ranking, ficando bem perto do líder Julian Wilson.
  • Filipe Toledo venceu esta sexta-feira o Oi Rio Pro, a quarta etapa do World Tour 2018, depois de uma prestação avassaladora que só terminou com o caneco nas mãos em Saquarema. Esta foi a segunda vez que o talentoso surfista brasileiro venceu em casa - a primeira foi em 2015 -, sendo ainda o sexto triunfo em etapas do WCT.

    Com os quartos-de-final a ficarem para o dia final da etapa brasileira, já depois de Toledo ter espantado tudo e todo com um aéreo nota 10 na ronda 4, a ação ficou marcada pela quebra dos brasileiros, que correspondiam a metade dos surfistas presentes nas finais. Michael Rodrigues ficou logo pelo caminho, mas também Medina, batido pela grande sensação Wade Carmichael, e Yago Dora. Todos menos Toledo.

    Nas meias-finais assistiu-se assim a uma verdadeira final antecipada, onde Toledo não deu qualquer hipótese a Julian Wilson. Apesar de já ter garantido a permanência isolada na liderança do ranking, o australiano não se livrou de ser eliminado com uma combinação. Na outra meia-final entre as “zebras” do evento, Carmichael levou a melhor frente a Zeke Lau.

    Com alguns tubos a marcarem presença ao longo do evento, naquele que foi provavelmente o melhor evento no Brasil em muitos anos, o primeiro mito – de que no Brasil só há “marolas” – já estava quebrado. Faltava quebrar outro: o de que Toledo é “alérgico” a mar pesado. A prova foi dada na final com um tubo incrível, que só lhe deve ter faltado uma gota de lip para ser nota 10.

     

    A final foi mais uma disputa sem história, com Toledo a somar 17,10 pontos, deixando o rookie australiano em combinação, com apenas 8 pontos. Com este triunfo imperial Toledo voou para a vice-liderança do ranking mundial, estando a pouco mais de 1000 pontos de Julian Wilson. No 3.º posto está Italo Ferreira, com Medina (4.º) bem colado, surgindo um surpreendente Wade Carmichael a fechar o top 5.

    Contas que deixam tudo ao rubro para o regresso do World Tour à Indonésia. É ainda este mês que tem início o período de espera do Bali Pro, em Keramas. Depois disso, Uluwatu vai servir de palco para terminar o Margaret River Pro, a terceira etapa do Tour, que começou no Oeste australiano, mas que não terminou devido aos ataques de tubarão registados na região.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Galeria