Homepage

  • Kikas a caminho do Surf Ranch para competir pela Europa!
    02 maio 2018
    arrow
  • Surfista português é um dos cinco membros do team europeu que vai participar na primeira competição disputada no Surf Ranch, de Kelly Slater.
  • É já este fim-de-semana que o Surf Ranch e a onda artificial idealizada por Kelly Slater vão receber alguns dos melhores surfistas do Mundo para a realização da WSL Founders Cup, uma inovadora e histórica competição. Entre os participantes nesta primeira prova oficial na piscina de ondas de Slater está o nosso Frederico Morais. E a poucos dias deste momento histórico, já é conhecido o formato que a competição irá ter.

    Kikas é um dos cinco membros do team europeu e irá fazer equipa com a francesa Johanne Defay (capitã), com o francês Jeremy Flores, como o italiano Leo Fioravanti e com a alemã Frankie Harrer., que até há bem pouco tempo competia pelos Estados Unidos da América.

    Os adversários da Europa serão a Austrália (Stephanie Gilmore como capitã, Mick Fanning, Joel Parkinson, Matt Wilkinson e Tyler Wright), Estados Unidos (Kelly Slater, capitão, John John Florence, Carissa Moore, Lakey Peterson e Kolohe Andino), Brasil (Gabriel Medina, capitão, Filipe Toledo, Silvana Lima, Adriano de Souza e Taina Hinckel) e Resto do Mundo (Jordy Smith, capitão, Michel Bourez, Bianca Buitendag, Kanoa Igarashi e Paige Hareb).

    A prova começará, então, com uma ronda inicial dividida por três “runs”. Em cada uma dessas “runs”, cada surfista surfa duas ondas. Ou seja, os cinco surfistas de cada equipa irão surfar seis ondas nesta primeira fase, com os dois melhores scores de cada um a perfazerem o total de pontos da equipa. As três equipas entre as cinco com mais pontos avançam para a ronda final.

    Na ronda final o formato sofre uma ligeira alteração. Serão disputados 5 heats e em cada heat há um surfista de cada equipa, que irá surfar duas ondas. As posições em que os surfistas terminarem os respetivos heats valem pontos para as suas equipas e a que amealhar mais pontos será a campeã desta edição inaugural da WSL Founders Cup.

    Haverão ainda mais dois prémios em disputa. O Jeep Best Ride Awards irá oferecer um Jeep ao surfista que fizer a melhor onda em toda a competição. Já o Quiksilver Best Air Award irá distinguir o melhor aéreo de toda a competição, oferecendo ao vencedor uma réplica da famosa e inovadora Thruster de Simon Andersen.

    Entretanto, a WSL divulgou estatísticas das equipas e dos surfistas em prova e a equipa europeia parece ser a que parte em clara desvantagem perante as demais. Os números mostram que a equipa europeia, entre os seus membros, não possui qualquer título mundial, é a que tem menos anos de Tour (19, no conjunto de todos), menos eventos conquistados (5), menos vitórias em heats (280), menor percentagem de vitórias em heats (45%) e menos ondas com máxima pontuação (5).

    Estados Unidos e Austrália dominam estas estatísticas, mas quererão elas indicar alguma coisa? A resposta começa a ser dada dentro de dois dias em Lemoore, na Califórnia, e o mundo inteiro já está em pulgas para ver a ação!

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Galeria