Homepage

  • Brasil ganha nova cara no World Tour
    02 maio 2018
    arrow
  • Competiu nos últimos anos pelo Havai, mas preferiu fazer a qualificação olímpica pela bandeira brasileira. Caso contrário, teria de fazê-lo pelos Estados Unidos.
  • Após alguns rumores iniciais, a confirmação surgiu esta semana através da WSL: Tatiana Weston-Webb vai passar a competir pelo Brasil nas provas da WSL. Anteriormente a representar o Havai, a poderosa surfista goofy optou por passar a envergar a bandeira do país de origem da mãe – e também do namorado Jesse Mendes, outro competidor do WCT.

    Esta foi uma decisão tomada com o intuito de poder lutar pelo sonho de representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, que marcam a estreia do surf como desporto olímpico. O norte-americano Kanoa Igarashi também já havia trocado de nacionalidade no início do ano, passando a representar o Japão, com esse mesmo objetivo.

    A surfista, de 21 anos, junta-se assim a Silvana Lima como representantes do Brasil no Women’s World Tour. “Isto é uma grande decisão para mim e algo que me deixa bastante empolgada”, começou por dizer a atual número 4 do ranking mundial. A primeira prova de Tatiana com a bandeira do Brasil vai ser precisamente no Brasil, quando em maio competir no Oi Rio Pro, a quarta paragem do circuito mundial.

    “A maioria das pessoas não sabe, mas o meu pai é de origem inglesa e a minha mãe brasileira e foi no Brasil que nasci. No entanto, sinto-me verdadeiramente abençoada por ter sido criada e crescido na linda ilha de Kauai. Tanto a comunidade local como as ondas tiveram um grande impacto na minha formação como surfista e pessoa e estou muito grata por isso. No entanto, o Brasil sempre foi uma parte importante de mim”, explicou Weston-Webb.

    Tatiana foi ainda mais longe, explicando como decorreu o processo, ela que a manter-se havaiana teria de competir pelos Estados Unidos da América nas qualificações olímpicas. “Recentemente houve uma abordagem do Comité Olímpico brasileiro, com a oportunidade de representar o país de uma forma mais contundente. Sempre tive o sonho de competir um dia nos Jogos Olímpicos e quando o surf foi anunciado como modalidade olímpica sabia que esse sonho estava perto de se tornar realidade”, frisou.

    Tatiana Weston-Webb terminou a sua mensagem, pedindo ainda a “compreensão, respeito e apoio de todos”. “Considero-me uma sortuda por reunir apoio de fãs do Havai, Brasil e de todas as partes do Mundo”, concluiu.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Galeria