Homepage

  • Drama, emoção e Kikas nos “quartos” em Bells
    03 abril 2018
    arrow
  • Surfista português avançou duas rondas, entre uma primeira passagem por Bells Beach e uma segunda por Winkipop, e já igualou o registo do ano passado na direita australiana.
  • Frederico Morais garantiu esta madrugada a presença nos quartos-de-final do Rip Curl Pro Bells Beach, repetindo a prestação feita no ano passado na mítica direita australiana. Mas o percurso de Kikas não foi nada fácil e envolveu bastante emoção e drama pelo meio. Agora, vai ter pela frente Gabriel Medina, um “cliente” cuja história joga a favor do surfista português.

    Tudo começou em Bells Beach e, finalmente, a uma hora recente. O relógio tinha marcado há pouco tempo as 10 horas e já John John Florence tinha tombado com estrondo perante o compatriota Zeke Lau, quando Kikas entrou na água para enfrentar Joel Parkinson. Foi um heat estranho e quase bizarro. Em primeiro lugar, porque deve ter sido dos piores heats da carreira do campeão mundial de 2012. Ainda assim, o surfista de Cascais sentiu algumas dificuldades em carimbar o triunfo.

    Depois de uma queda inicial que quase o tramou, Frederico teve de correr atrás do tempo, enquanto Parko praticamente limitava o seu jogo a passear as suas belas linhas pelas ondas, sem fazer manobras críticas e caindo nas finalizações – em todas, mesmo. Já perto do final, faltava apenas uma onda de 3 pontos para o português passar, mas o mar não estava a ajudar.

    Foi já muito perto do fim que ela surgiu, para ansiedade geral da torcida. E de Kikas também, ou não tivesse ele revelado no final que se encontrava algo nervoso, porque “por vezes, é mais difícil fazer um três que um nove”. Mas correu bem, pois Frederico soube arriscar e ser ao mesmo tempo conservador q.b. para não cair e fechar a qualificação. Nos últimos segundos Parkinson ainda teve direito de resposta, mas a coisa estava tão negra para o australiano que nem dava para tremer.

    Seguiram-se os heats finais da 3.ª ronda masculina e mais umas surpresas. A maior delas a eliminação de Filipe Toledo frente a Italo Ferreira. Pela segunda vez na temporada, em duas etapas, os parceiros canarinhos enfrentaram-se nesta fase da temporada e deram espetáculo digno de final. Desta vez, a balança caiu para o lado de Italo, mas fica sempre a sensação que se não forem eles a travarem-se um ao outro, ambos podiam chegar bem longe.

    Entre os favoritos, também Adriano de Souza ficou logo pelo caminho nesta fase, depois de perder para Conner Coffin, sempre muito perigoso neste tipo de direitas. A exceção à regra foi Gabriel Medina, que aproveitou da melhor forma o debaque geral. Medina não só triunfou num heat bem apertado frente a Willian Cardoso na 3.ª ronda, como ainda venceu o duelo da 4.ª ronda frente a Italo Ferreira e Jeremy Flores – a dupla brasileira avançou para os quartos-de-final e o francês disse adeus -, já depois da mudança para Winkipop.

    Esta fase da prova viu ainda um Mick Fanning em dificuldades de seguir em frente. No entanto, o australiano teve uma ponta final de heat letal e saltou de último para primeiro. Azar de Matt Wilkinson que acabou eliminado, enquanto o norte-americano Pat Gudauskas afirmou-se como o underdog do evento e também seguiu em frente. Pat vai enfrentar Michel Bourez nos quartos-de-final, enquanto Fanning terá um duelo intenso frente a Owen Wright.

    Por fim, ainda antes do triunfo de Medina, houve direito a mais emoção à portuguesa. Zeke Lau aproveitou o balanço de ter eliminado o bicampeão mundial em título e destacou-se na disputa. Kikas fez dois scores intermédios e ficou em “banho-maria”. No final Conner Cofiin acordou e na última onda do heat ficou a 6 centésimos de enviar o português de volta para casa. No entanto, por 6 centésimos de ganha e por 6 se perde e Kikas continuou firme em prova, mesmo sem estar a deslumbrar - o melhor ainda pode estar por vir...

    O segundo lugar no heat enviou Frederico Morais para a quarta bateria dos quartos-de-final, onde terá pela frente Gabriel Medina. A par de Owen Wright, o brasileiro é o único dos candidatos ao título ainda em prova e quererá agarrar a oportunidade de fugir à concorrência. Mas, atenção, Medina pode ser um adversário de peso para Kikas, mas também é um rival de boa memória. Nas duas vezes que se enfrentaram no ano passado, Frederico ganhou ambas. Uma em J-Bay, a caminho da final na direita sul-africana. A outra, precisamente, em Bells Beach.

    Depois da longa maratona da prova masculina ainda houve lugar aos quartos-de-final femininos e a mais um par de surpresas. Tudo começou com a brasileira Silvana Lima a eliminar a havaiana Carissa Moore. Mais à frente foi a vez da “bebé” Caroline Marks fazer a melhor prestação do dia e eliminar a francesa Johanne Defay. A jovem rookie norte-americana, de apenas 16 anos, vai agora enfrentar Stephanie Gilmore nas meias-finais, enquanto Silvana medirá forças com a havaiana Tatiana Weston-Webb.

    As previsões agora apontam para a chegada de um novo impulso de swell nos próximos dias. Se não for já esta noite - quarta-feira na Austrália -, o dia final deverá acontecer amanhã. E Portugal vai estar representado. Prevê-se ainda mais emoção. Só não esperem é que o mar melhore muito da mediocridade que tem sido.

    Rip Curl Pro Bells Beach Remaining Round 3 Results: 
    Heat 7:
     Ezekiel Lau (HAW) 13.07 def. John John Florence (HAW) 9.76
    Heat 8: Frederico Morais (PRT) 11.60 def. Joel Parkinson (AUS) 9.07
    Heat 9: Conner Coffin (USA) 9.83 def. Adriano De Souza (BRA) 9.63
    Heat 10: Italo Ferreira (BRA) 16.60 def. Filipe Toledo (BRA) 15.40
    Heat 11: Jeremy Flores (FRA) 11.86 def. Adrian Buchan (AUS) 11.73
    Heat 12: Gabriel Medina (BRA) 14.16 def. Willian Cardoso (BRA) 13.30

    Rip Curl Pro Bells Beach Round 4 Results:
    Heat 1:
     Michel Bourez (PYF) 15.77, Owen Wright (AUS) 12.00, Wade Carmichael (AUS) 10.60
    Heat 2: Mick Fanning (AUS) 14.33, Patrick Gudauskas (USA) 14.00,  Matt Wilkinson (AUS) 13.17
    Heat 3: Ezekiel Lau (HAW) 12.57,  Frederico Morais (PRT) 11.16, Conner Coffin (USA) 11.10
    Heat 4: Gabriel Medina (BRA) 13.33, Italo Ferreira (BRA) 12.17, Jeremy Flores (FRA) 11.00

    Rip Curl Pro Bells Beach Quarterfinal Matchups:
    QF 1: 
    Michel Bourez (PYF) vs. Patrick Gudauskas (USA)
    QF 2: Mick Fanning (AUS) vs. Owen Wright (AUS)
    QF 3: Ezekiel Lau (HAW) vs. Italo Ferreira (BRA)
    QF 4: Gabriel Medina (BRA) vs. Frederico Morais (PRT) 

    Rip Curl Women’s Pro Bells Beach Quarterfinal Matchups:
    QF 1: 
    Silvana Lima (BRA) 14.27 def. Carissa Moore (HAW) 12.53 
    QF 2: Tatiana Weston-Webb (HAW) 14.50 def. Nikki Van Dijk (AUS) 10.73
    QF 3: Caroline Marks (USA) 15.10 def. Johanne Defay (FRA) 13.57
    QF 4: Stephanie Gilmore (AUS) 13.36 def. Sage Erickson (USA) 11.07

    Rip Curl Women’s Pro Bells Beach Semifinal Matchups:
    SF 1: 
    Silvana Lima (BRA) vs. Tatiana Weston-Webb (HAW)
    SF 2: Caroline Marks (USA) vs. Stephanie Gilmore (AUS)

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Galeria