Homepage

  • WSL confirma Pipe fora do circuito de 2019
    16 fevereiro 2018
    arrow
  • World Surf League emitiu comunicado a esclarecer a situação, depois de uma reunião com o mayor de Honolulu, onde foram feitas 'tréguas'.
  • Após várias semanas de especulações e reações públicas de vários quadrantes à possibilidade de Pipeline ficar de fora do calendário do World Tour em 2019, a World Surf League veio finalmente anunciar uma posição oficial, confirmando que o Pipe Masters não vai mesmo realizar-se em 2019.

    “Estamos desapontados por não podermos realizar o Billabong Pipe Masters de 2019”, começou por dizer a CEO Sophie Goldschmidt, num comunicado emitido pela WSL. “No entanto, estamos satisfeitos pelo facto do Mayor reconhecer que são necessárias mudanças fundamentais para o processo de licenças que beneficiarão o surf havaiano, os surfistas, a comunidade e outras partes interessadas”, frisou. 

    O calendário provisório de provas no inverno havaiano de 2018/19 já foi lançado e não existia espaço para transferir o Pipe Masters para janeiro, o que faria com que existissem dois Pipe Masters em dois meses seguidos, juntando-se ainda o Volcom Pipe Pro, um QS3000 às contas. Agora, a WSL procura novas possibilidades para o arranque da temporada 2019, onde muitas mudanças irão acontecer no circuito – será o Volcom Pipe Pro a solução desta situação?

    Ainda assim, a ameaça da WSL de retirar todos os eventos do Havai não foi avante, com os restantes eventos a estarem marcados, depois de um pedido feito pelo Mayor de Honolulu, Kirk Cladwell, para a organização máxima do surf competitivo mundial não deixar o North Shore de Oahu (clica aqui para ler). Além disso, ficou ainda aberta a porta para o Pipe Masters regressar ao calendário no futuro, com uma agilização do calendário das competições no Havai.

    Os rumores chegam agora ao final, depois de uma reunião que colocou frente a frente a WSL e o executivo de Honolulu. Apesar das “tréguas” feitas entre ambas as partes, depois de várias notícias que deram conta de um extremar de posições, a verdade é que em 2019 o circuito mundial não vai contar com um dos eventos mais icónicos da história. Aos fãs resta esperar que em 2020 o Pipe Masters regresse ao calendário.

Galeria