Homepage

  • Piscina de ondas de Slater confirmada no Tour
    17 novembro 2017
    arrow
  • Após o evento teste realizado este ano, na próxima temporada o Surf Ranch do 11 vezes campeão mundial vai fazer mesmo parte do calendário.
  • A WSL acabou de anunciar esta sexta-feira que a piscina de ondas desenvolvida por Kelly Slater vai fazer parte do calendário do World Tour em 2018. Depois do evento de teste que aconteceu nos últimos meses, eis que o Surf Ranch, em Lemoore, na Califórnia, vai receber mesmo a elite mundial a valer. Está assim dado mais um passo rumo ao futuro.

    “Com base nos resultados do teste que fizemos este ano e no feedback que os surfistas deram nos treinos que ali realizaram ao longo da época, o evento que se irá realizar em setembro próximo tem o potencial para ser algo de incrível para os surfistas e os fãs”, afirmou a nova CEO da WSL, Sophie Goldschmidt.

    Também Kieren Perrow, Comissário do World Tour, mostrou-se bastante entusiasmado com a novidade. “É incrível o que as equipas da WSL e da Kelly Slater Wave Company desenvolveram no Surf Ranch ao longo do último ano, transformando-a numa onda de classe mundial. Esta tecnologia e a habilidade que demonstra para fabricar ondas de alta qualidade em qualquer parte do mundo, abre várias possibilidades sobre como podemos complementar a experiência competitiva”, frisou o antigo surfista do WCT.

    Desde que Kelly Slater tornou a onda pública, em dezembro de 2015, que têm sido desenvolvidos vários esforços para afinar a tecnologia usada, de forma a produzir ondas cada vez mais perfeitas. “A experiência de competir no Surf Ranch é incrível. O oceano continua a ser a nossa casa, mas vai ser muito excitante poder mostrar e partilhar o melhor do surf com novas audiências”, referiu Ace Buchan, surfista e representante dos surfistas do Tour.

    O evento vai também ser integrado no circuito feminino. “Os surfistas e a WSL desenvolveram uma longa conversação para perceber as oportunidades que isto nos traria. Vamos ter ondas de qualidade e as mesmas oportunidades para todos, num cenário único para os espectadores. Uma das vantagens é o facto de nesta onda podermos utilizar todo o nosso arsenal, desde manobras, de backside e frontside, a aéreos e tubos. Vai ser incrível”, previu Sage Erickson, a representante das surfistas do WWT.

    A WSL anunciou ainda que na próxima semana vai ser revelado o calendário do World Tour 2018.

Galeria