Homepage

  • Kikas lidera armada lusa na Triple Crown havaiana
    26 outubro 2017
    arrow
  • Reta final do circuito WQS vai contar com alguns portugueses em ação e esta sexta-feira arranca já a temporada havaiana, na mítica onda de Sunset Beach.
  • Arranca já esta sexta-feira a primeira prova da temporada havaiana. O Vans Presents the HIC Pro vai disputar-se nas míticas ondas de Sunset Beach e conta com três surfistas portugueses em prova. Este é também um evento que serve de qualificação para os havaianos alcançarem a Triple Crown. E é na tríplice coroa havaiana que já está confirmada a presença de Frederico Morais como líder da armada lusa.

    O circuito WQS está a entrar na reta final e é em Sunset que ser dado o tiro de partida para todas as decisões. Neste histórico QS3000 vão estar a competir os portugueses Jácome Correia, Miguel Blanco e Tomás Fernandes, sendo que os dois últimos apenas entram em ação na 2.ª ronda do campeonato. Juntam-se a eles ainda alguns nomes sonantes do surf havaiano, como já é tradição.

    O heat draw já é conhecido e na ronda inaugural o surfista açoriano vai ter pela frente no heat 7 o peruano Martin Jeri e o sul-africano Sebastian Williams. Se avançar junta-se aos compatriotas na fase seguinte. Aí, Blanco está no heat 5, juntamente com o havaiano Dylan Goodale e o brasileiro Jeronimo Vargas, faltando ainda outro adversário vindo da ronda inaugural.

    Já Tomás Fernandes encontra-se no heat 10, onde também está o australiano Jackson Baker e o japonês Kairi Noro. É apenas na terceira ronda que entram em cena os principais nomes do campeonato, onde se incluem três surfistas do WCT: Leo Fioravanti, Kanoa Igarashi e Zeke Lau. Keanu Asing, Pat Gudauskas, Cooper Chapman, Griffin Colapinto ou Aritz Aranburu são outros dos nomes de destaque que marcam presença neste Hic Pro.

    Os melhores havaianos neste campeonato ganham direito a entrar nas provas seguintes, que já pertencem à Triple Crown. Os QS10000 de Haleiwa e de Sunset Beach já irão contar com vários nomes sonantes do surf mundial, como o campeão mundial John John Florence, por exemplo. Também Kikas está inscrito nos dois eventos, onde será top seed e onde terá ainda de defender o vice-título conquistado em ambos no ano passado. A ele junta-se apenas Vasco Ribeiro.

    Mas o WQS não decorrerá apenas no Havai e outros portugueses vão competir pelo Mundo fora. Nas próximas semanas o circuito vai passar por Austrália, China, Barbados, Taiwan, Estados Unidos e ainda pelo Brasil. É lá que vai competir Luís Perloiro. Nos outros campeonatos não se regista qualquer inscrição portuguesa até ao momento.

    Esta quinta-feira iniciou-se um QS1500 nas ondas Itacaré, na Bahia, com o próximo evento a ser um QS3000 em Maresias, logo no início de novembro. Além de Perloiro também estão inscritos neste evento alguns nomes sonantes do World Tour, como o campeão mundial de 2015 Adriano de Souza e o de 2014, o local Gabriel Medina.

    Até dia 6 de dezembro, dia em que termina o período de espera da Vans World Cup, em Sunset Beach, ainda há muitos pontos por conquistar para quem está a lutar por marcar presença no World Tour de 2018. Os dois QS10000 havaianos são mais decisivos de todos os campeonatos que ainda faltam disputar-se e é neles que Vasco pode repetir a história feita por Frederico no ano passado. Mas, para já, o espetáculo começa em grande com o Hic Pro.

     Destaque ainda para o circuito de qualificação feminino, onde as surfistas portuguesas não vão estar muito ativas neste final de temporada. A única exceção é Teresa Bonvalot que vai até Sydney no início de novembro para o Port Stephens Toyota NSW Pro, um QS6000 que marca o fim da temporada. Ao contrário de Teresa, que já não tem hipóteses de qualificação, Carol Henrique não está inscrita, ela que é a atual número 24 do ranking.

Galeria
Outras Notícias Relacionadas