Homepage

  • Quartos-de-final definidos no MEO Rip Curl Pro Portugal
    24 outubro 2017
    arrow
  • Frederico Morais acrescenta um 9º lugar e 4000 pontos à sua conta no ranking mundial onde, à partida, continuará a liderar a disputa pelo troféu de melhor estreante (“Rookie”) do ano
  • O MEO Rip Curl Pro Portugal, 10ª etapa do circuito mundial de surf (CT) da World Surf League (WSL), voltou hoje à água em ondas boas, com mais de metro e meio e sem vento, na praia de Supertubos, para ver acontecer a quarta e quinta rondas, sendo já conhecido o alinhamento dos quartos-de-final, deixando antever um possível final de prova já esta quarta-feira.

    O atual campeão mundial John John Florence, vencedor desta prova em 2016, venceu a sua bateria da quarta ronda com a melhor pontuação total do dia, 17.00 pontos (em 20 possíveis), deixando o norte-americano Kolohe Andino na segunda posição e o australiano Connor O’Leary no terceiro lugar, e já está qualificado para os quartos-de-final, onde se voltará a cruzar com Andino. Com este resultado, aproximou-se ainda mais do seu segundo título mundial.

    “Aprendi muito no ano e, este ano, estou numa posição similar, mas estou a divertir-me mais e a aproveitar as ondas. Estou num espaço mental melhor do que no ano passado quando estava nervoso e este ano estou mais ao sabor do vento e a divertir-me. É importante aproveitar cada momento e ter o apoio tem sido muito bom. Estou a divertir-me muito!” explicou o havaiano, líder do ranking do circuito.

    Para revalidar o título, no mesmo local onde conquistou o seu primeiro troféu máximo do surf profissional, no ano passado, John John Florence só tem de chegar à final do MEO Rip Curl Pro Portugal, sendo indiferente se a perde ou ganha, desde que não seja Gabriel Medina o vencedor dessa bateria (e, portanto, do evento).

    O surfista brasileiro, campeão mundial de 2014, também já garantiu a sua presença nos quartos-de-final. Na quarta ronda e com uma pontuação total de 14,47 pontos, Gabriel Medina derrotou o australiano Mick Fanning e o compatriota Miguel Pupo.

    “Estava quase demasiado entusiasmado depois de ter estado a assistir aos heats anteriores ao meu e, no início da minha bateria, estava algo perdido, não conseguia encontrar as ondas. Depois, apanhei a primeira boa direita, na qual fiz a minha primeira boa nota, e depois fiz o aéreo. Estava algo confuso com as notas mas consegui mudar o sentido do heat. Estou super feliz por estar nos quartos-de-final e estou a divertir-me muito. Quando te divertes, as boas notas aparecem com maior naturalidade” explicou o surfista brasileiro.

    Pela frente nos quartos-de-final, Gabriel Medina terá novamente Mick Fanning, três vezes campeão mundial e duas vezes vencedor desta etapa portuguesa do circuito mundial.

    Depois de ter ficado em 2º lugar na quarta ronda, o australiano foi obrigado a surfar na quinta fase da competição contra o português Frederico Morais, naquele que foi o último heat desta terça-feira. Mick Fanning fez uma pontuação total de 11,87 pontos contra os 10.00 pontos do surfista português.

    “Foi um heat muito difícil. Tivemos vários heats difíceis aqui no passado e o Frederico é extremamente esperto e confiante a surfar. Eu comecei o heat de forma forte, mas não consegui encontrar uma segunda nota. Não sinto que tenha estado na minha melhor forma, quase não sentias as pernas. [Sobre o heat contra Medina, amanhã, nos quartos-de-final] o Gabriel é um surfista incrível, que entra nestes ritmos assustadores em que fica imparável. Ainda assim, em condições desafiantes, qualquer um pode ganhar. Espero sentir-me melhor amanhã quando acordar e dar um bom espetáculo” refletiu o australiano.

    Com a derrota na quinta ronda, Frederico Morais acrescenta um 9º lugar e 4000 pontos à sua conta no ranking mundial onde, à partida, continuará a liderar a disputa pelo troféu de melhor estreante (“Rookie”) do ano.

    “Ia ser sempre um heat difícil. O Mick Fanning é tricampeão mundial e um surfista fantástico. Comecei com prioridade nas direitas e fui numa onda que era pequena. Logo a seguir, o Mick teve aquele 8,5. Devia ter esperado e sido mais paciente. Não o fui e, por vezes, estes erros acabam por custar-nos heats. Acho que foi isso que aconteceu, até porque no final precisava apenas de um 6,71 e não consegui encontrar nenhuma onda. Estou triste porque é uma prova em casa e gostava de ter chegado mais longe. Estava a sentir-me bem e as ondas estavam divertidas. Para o ano há mais. Ainda assim, solidifiquei o meu lugar no ranking e ainda estou na corrida ao título de “Rookie do ano”, o que é bom. Vai ser um final de ano divertido no Havaí” afirmou o surfista português.

    Ainda no que toca aos candidatos ao título mundial, o australiano Julian Wilson, que ainda tem hipóteses matemáticas de conseguir este ano o seu primeiro título, está também apurado para os quartos-de-final, onde vai surfar contra o havaiano Sebastian Zietz.

    A chamada de amanhã, quarta-feira, dia 25 de Outubro, está marcada para as 7:45 na praia de Supertubos, para aquele que poderá ser o último dia de competição do MEO Rip Curl Pro Portugal.

    Mais informações em www.WorldSurfLeague.com.

     

    MEO Rip Curl Pro Portugal Round 4 Resultados:

    Heat 1: Julian Wilson (AUS) 11.67, Sebastian Zietz (HAW) 8.10, Leonardo Fioravanti (ITL) 7.77

    Heat 2: John John Florence (HAW) 17.00, Kolohe Andino (USA) 15.57, Connor O'Leary (AUS) 13.50

    Heat 3: Kanoa Igarashi (USA) 16.83, Josh Kerr (AUS) 15.44, Frederico Morais (PRT) 13.60

    Heat 4: Gabriel Medina (BRA) 14.47, Mick Fanning (AUS) 12.47, Miguel Pupo (BRA) 5.27

     

    MEO Rip Curl Pro Portugal Round 5 Resultados:

    Heat 1: Sebastian Zietz (HAW) 12.10 def. Connor O'Leary (AUS) 12.07

    Heat 2: Kolohe Andino (USA) 16.53 def. Leonardo Fioravanti (ITA) 10.83

    Heat 3: Miguel Pupo (BRA) 15.50 def. Josh Kerr (AUS) 10.67

    Heat 4: Mick Fanning (AUS) 11.87 vs Frederico Morais (PRT) 10.00

     

    MEO Rip Curl Pro Portugal Quartos-de-final:

    QF 1: Julian Wilson (AUS) vs. Sebastian Zietz (HAW)

    QF 2: John John Florence (HAW) vs. Kolohe Andino (USA)

    QF 3: Kanoa Igarashi (USA) vs. Miguel Pupo (BRA)

    QF 4: Gabriel Medina (BRA) vs. Mick Fanning

Galeria