Homepage

  • Yolanda Hopkins termina no 3.º lugar em Marrocos
    18 setembro 2017
    arrow
  • Surfista algarvia só foi travada no dia final pela argentina Josefina Ane, nas meias-finais, alcançando em Casablanca o melhor resultado da carreira internacional.
  • Yolanda Hopkins subiu ao pódio no Anfaplace Pro Casablanca, conseguindo o melhor resultado da carreira internacional. A surfista algarvia foi a melhor em prova entre o contingente de portugueses e chegou mesmo ao dia final do QS1500 marroquino, perdendo apenas nas meias-finais e ficando no 3.º posto final.

    Após ter eliminado atletas de grande valor, como a ex-top do WWT Paige Hareb, Yolanda apenas foi travada nas meias-finais pela argentina Josefina Ane, que fez 13,50 pontos contra apenas 10,30 da portuguesa. No entanto, Ane acabaria por perder a final para a australiana Mikaela Greene.

    Com o triunfo em Casablanca a australiana subiu até à 29.ª posição do ranking. Já Yolanda, que somou 840 pontos, trepou 41 posições, ficando à porta do top 100 mundial – é a 105.ª classificada. A melhor portuguesa do ranking é Carol Henrique, no 24.º posto, ela que em Marrocos perdeu de primeira, mas ainda conseguiu vencer o título europeu da WSL, com ajuda da algarvia.

    Já na prova feminina Devid Silva venceu uma final 100 por cento brasileira, batendo o compatriota Rafael Teixeira, com 17,90 pontos contra 10. Silva esteve em grande destaque no dia final, conseguindo scores muito altos que lhe permitiram renovar o título que já hav ia conquistado no ano passado em Marrocos.

    Apesar de tudo, Deivid Silva apenas conseguiu subir ao 55.º posto do ranking do WQS, ele que em anos anteriores andou bem mais perto dos lugares da frente. Tomás Fernandes foi o melhor português entre os homens, com um 17.º posto, mas não conseguiu melhorar pontos, caindo para a 170.ª posição do ranking.

Galeria