Homepage

  • Ronda inaugural do WWT de Cascais vai ter super heat
    22 setembro 2017
    arrow
  • Stephanie Gilmore e Carissa Moore vão enfrentar-se logo na ronda inaugural, numa bateria que vai ter 9 títulos mundiais na água em simultâneo, enquanto a jovem wildcard portuguesa Teresa Bonvalot enfrenta Sally Fitzgibbons.
  • Já está tudo a postos para Portugal receber as melhores surfistas do Mundo e muitas delas já começam a chegar ao nosso país. Na próxima quarta-feira arranca oficialmente o período de espera do Cascais Women’s Pro, oitava e antepenúltima etapa do Women’s World Tour 2017, que decorrerá nas ondas de Carcavelos e Guincho, sendo já conhecido o alinhamento da ronda inaugural.

    Pelas ondas da Linha vai ser possível ver em ação as melhores surfistas do Mundo e também a portuguesa Teresa Bonvalot, wildcard do evento por mais um ano, que terá pela frente no heat 3 da primeira ronda a número um mundial Sally Fitzgbbons e ainda a havaiana Coco Ho. Um heat sem eliminação, onde a jovem bicampeã europeia júnior tentará passar à 3.ª ronda pela primeira vez na história do evento.

    Aqui fazemos um parêntese para falar de uma surfista que pode ser a grande surpresa do evento, ou a darkhorse: Coco Ho. Apesar de na Califórnia não ter conseguido um resultado forte, pois foi eliminada logo na segunda ronda, a havaiana dá-se bem na Europa. Além de ter sido a vencedora na primeira passagem do WWT por Portugal, em 2009, em Peniche, este ano venceu duas etapas do QS consecutivas na Europa, primeiro em Anglet e depois em Pantín. A viver dias complicados pela requalificação – ocupa o sétimo posto no WQS e o 12.º no WWT – Coco Ho pode mesmo ser o nome a ter em conta neste evento. (Sim, é uma dica para os fanáticos da Fantasy).

    Sally tem uma boa relação com as ondas portuguesas e tem no currículo vitórias por cá. Depois de um ano de 2016 fraco, a experiente australiana voltou em grande e, a três etapas do final, surge na liderança, conquistada em Trestles, podendo assim estar perto do seu primeiro título mundial. Mas Courtney Conlogue, que venceu em Cascais no ano passado, e Tyler Wright, campeã mundial em título, estão na pressão, ocupando o segundo e terceiro lugar do ranking, respetivamente, com menos de mil pontos de diferença.

    Conlogue vai entrar em cena no heat 4 e tem pela frente as jovens australianas Keely Andrew, que vem de uma final em Trestles, e Bronte MaCaulay. Já Tyler Wright vai competir no heat 5 frente à havaiana Tatiana Weston-Webb e australiana Laura Enever. O campeonato irá abrir com o duelo entre as norte-americanas Sage Erickson e Lakey Peterson e a francesa Pauline Ado.

    Mas o grande destaque desta ronda inaugural vai para novo “super heat” entre Stephanie Gilmore e Carissa Moore, com a havaiana Malia Manuel a estar metida pelo meio. Na última etapa, em Trestles, as duas surfistas já se haviam enfrentado, mas o triunfo até sorriu à brasileira Silvana Lima. Agora voltam a estar frente a frente logo a abrir, no heat 2, fruto da má classificação de Carissa em 2017, que está em 9.º lugar a lutar pela requalificação. Na água em simultâneo vão estar nove títulos mundiais, seis de Steph e três de Moore.

    Dessa forma, não se poderia pedir mais para o arranque deste Cascais Women’s Pro, cujo período de espera se prolonga até dia 5 de outubro, decorrendo a etapa em simultâneo com o QS10000 masculino também de Cascais. Todas as atenções vão estar assim em Portugal e na Linha, que dão as boas-vindas ao melhor surf do Mundo. A contagem decrescente começou!

    Heats da 1.ª ronda do Cascais Women’s Pro:

    H1: Sage Erickson (USA), Lakey Perterson (USA) e Pauline Ado (FRA)
    H2: Stephanie Gilmore (AUS), Carrissa Moore (HAW) e Malia Manuel (HAW)
    H3: Sally Fitzgibbons (AUS), Coco Ho (HAW) e Teresa Bonvalot (PRT)
    H4: Courtney Conlogue (USA), Keely Andrew (AUS) e Bronte MaCaulay (AUS)
    H5: Tyler Wright (AUS), Tatiana Weston-Webb (HAW) e Laura Enever (AUS)
    H6: Johanne Defay (FRA), Nikki van Dijk (AUS) e Silvana Lima (BRA)

Galeria