Homepage

  • Kikas em grande forma no arranque em Trestles
    12 setembro 2017
    arrow
  • Português conseguiu uma das melhores notas do dia e avançou diretamente para a 3.ª ronda, após um dia onde alguns dos favoritos foram eliminados com alguma surpresa.
  • O desafio era exigente e seria difícil pedir melhor a Frederico Morais. O rookie português voltou às excelentes prestações no WCT, depois da eliminação de primeira em Teahupoo, e protagonizou um arranque vencedor em Trestles, palco da oitava etapa do World Tour 2018. Kikas não só venceu o heat como se exibiu ao nível dos melhores, conseguindo a terceira nota mais alta do dia 1 do Hurley Pro Trestles.

    Após um arranque de prova entremeado entre certezas e surpresas, mas com os principais candidatos como John John Florence, Jordy Smith ou Filipe Toledo a darem espetáculo e a vencer, Kikas entrou em cena no heat 11 e começou logo a dar cabo da concorrência, entrado forte no heat, como é seu apanágio. E a concorrência não era nada meiga – o australiano Jack Freestone e o local Kolohe Andino -, pois era dois dos mais aguçados surfistas em ondas de alta performance como esta.

    No entanto, Frederico apanhou uma direita bem apetitosa e destruiu-a uma mão cheia de vezes. Com essa jogada conseguiu 9,47 pontos. Uma nota apenas superada por escassos centésimos pelos 9,50 do líder mundial Jordy Smith e de Sebastian Zietz no heat anterior ao do português. Até final da bateria, o surfista de Cascais apenas teve de gerir e fê-lo de maneira muito competente, terminando com 14,90 pontos, contra 12,34 de Freestone e 8,13 de Kolohe.

    O rookie português conseguiu assim a qualificação direta para a terceira ronda, para a qual também avançaram Jordy, John John, Toledo, Medina, Fanning, Julian Wilson e Adriano de Souza, entre os top seeds. Destaque também para os triunfos de Jeremy Flores, Bede Durbidge, Conner Coffin e Seabass, que juntamente com Kikas, foram os “camisolas azuis” a vencer nesta ronda inaugural.

    Agora, Kikas vai ficar descansado à espera de saber quem será o adversário na terceira ronda, tendo já como certo que nem Matt Wilkinson, nem Owen Wright se vão cruzar no seu caminho, uma vez que estes candidatos ao título ficaram já pelo caminho na 2.ª ronda. Dos quatro heats realizados esta segunda-feira dessa fase do evento californiano, nenhum lycra vermelha conseguiu ganhar, o que acabou por proporcionar várias surpresas.

    Os wildcards Evan Geiselamn e Hiroto Ohhara bateram Wilko e Wright, respetivamente, complicando-lhes as contas pelo título mundial. Ethan Ewing venceu Joel Parkinson e Josh Kerr eliminou o rookie Connor O’Leary, dando uma ajuda a Frederico. O português é o rival mais direto de O’Leary na luta pelo rookie do ano, estando neste momento, em termos virtuais, a apenas 3.500 pontos de distância do australiano – tem de chegar às meias-finais para o ultrapassar já neste evento.

    A prova deverá retomar na terça-feira, mas talvez para colocar a prova feminina na água ou mesmo terminar esta segunda ronda, pelo que Frederico Morais não deverá ir para a água amanhã. No entanto, a prova californiana poderá terminar até sexta-feira, de acordo com as previsões do mar.

Galeria
Outras Notícias Relacionadas