Homepage

  • Frederico Morais lidera a armada lusa em Pantín
    29 agosto 2017
    arrow
  • Kikas vai participar no QS6000 galego como forma de ganhar ritmo para o WCT de Trestles, juntando-se a mais cinco portugueses.
  • Arranca já na próxima semana o Pull&Bear Pantin Classic Galicia Pro, etapa QS 6000 que vai levar alguns dos melhores surfistas do Mundo às ondas da Galiza. Entre eles Frederico Morais, que é o top seed número 2 do evento espanhol, que sucede ao Pro Anglet, que se realiza esta semana nas ondas do sudoeste francês.

    Kikas vai assim aproveitar esta prova, que se desenrola de 29 de agosto a 3 de setembro para aquecer os motores para a etapa do World Tour em Trestles, que arranca no dia 6 de setembro. O rookie português é um dos oito surfistas do World Tour que estão na lista de inscritos para Pantín, juntando-se a ele Kanoa Igarashi, Miguel Pupo, Ethan Ewing, Jadson Andre, Ian Gouveia, Jack Freestone e Leo Fioravanti.

    Quem também garantiu entrada direta para a segunda ronda, tal como Kikas, foi Vasco Ribeiro, fruto do bom posicionamento que tem no ranking. Ainda assim, a armada lusa na competição masculina não será tão grande quanto isso, uma vez que apenas Pedro Henrique conseguiu entrada direta no evento, juntamente com Frederico e Vasco.

    No entanto, há ainda esperança para mais três surfistas. Tomás Fernandes é o quarto alternate, Miguel Blanco o décimo e Nic von Rupp o 16.º, esperando todos por eventuais desistências para saber se conseguem uma vaga no campeonato. Guilherme Fonseca, Jácome Correia, Francisco Carrasco, Eduardo Fernandes, Luís Perloiro, Pedro Coelho e Marlon Lipke também estão em lista de espera, mas em situação mais difícil de entrada.

    Já na prova feminina, que também tem estatuto de QS6000, a bicampeã nacional Carol Henrique conseguiu estatuto de top seed, entrando diretamente para a segunda ronda do evento espanhol, onde vão estar em ação seis surfistas do WWT: Silvana Lima, Tatiana Weston-Webb, Keely Andrew, Bronte MaCaulay, Pauline Ado e Coco Ho.

    As outras portuguesas em prova serão Teresa Bonvalot e Camilla Kemp e vão iniciar as suas prestações na ronda inaugural. A algarvia Yolanda Hopkins está na lista de alternates, mas longe de lugares que aspirem a entrada no evento. Dessa forma, a armada lusa será composta por um total de seis surfistas (três homens e três mulheres), podendo ainda aumentar em caso de desistências.

Galeria
Outras Notícias Relacionadas