Homepage

  • Azores Airlines Pro com cinco portugueses certos
    29 agosto 2017
    arrow
  • Já são conhecidos também praticamente todos os wildcards do evento açoriano, sendo apenas um deles português.
  • O circuito WQS está prestes a chegar aos Açores para mais um QS6000, desta vez apenas masculino, uma vez que o QS1500 feminino caiu em relação ao ano passado. E apesar de estarmos a jogar em casa, para já apenas cinco surfistas estão confirmados entre os que tiveram entrada direta.

    Kikas não estará em ação nos Açores. Nem ele nem qualquer surfista do Tour, uma vez que a etapa açoriana começa um dia antes do WCT de Trestles. Dessa forma, Vasco Ribeiro será o líder da armada lusa, tendo entrada direta para a 2.ª ronda, tal como o wildcard açoriano Jácome Correia. Os outros wildcards da WSL serão o costa-riquenho Carlos Muñoz e o canário Jontahan Gonzalez.

    Já na ronda inaugural vão estar Pedro Henrique, Tomás Fernandes e Miguel Blanco. Para esta ronda a WSL concedeu wildcards ao brasileiro Thiago Camarão e ao francês Titouan Boyer, faltando ainda conhecer o outro wildcard que pertence à organização. Nic von Rupp também se poderá juntar ao elenco, uma vez que é o quinto da lista de alternates. Francisco Carrasco, Eduardo Fernandes, Luís Perloiro, Pedro Coelho e Marlon Lipke também estão em lista de espera, mas mais longe dos lugares de entrada.

    O período de espera do Azores Airlines Pro arranca a 5 de setembro e prolonga-se até dia 10 do mesmo mês, trazendo até às ondas portuguesas a nata do circuito de qualificação mundial. Dos Açores o circuito WQS segue para Marrocos, onde se realiza um QS1500, e depois regressa a Portugal para o Cascais Billabong Pro, que se realiza no final de setembro e é o último QS10000 antes da decisiva perna havaiana de qualificação para o World Tour 2018.

Galeria