Homepage

  • Joel Rodrigues e Filipa Broeiro sagram-se campeões nacionais de bodyboard
    13 novembro 2022
    arrow
    arrow
  • A última etapa do ano ficou ainda marcada pela estreia de Madalena Valério a vencer no Nacional.
  • Este domingo, terminou o Circuito Nacional de Bodyboard Crédito Agrícola 2022, com a conclusão da derradeira etapa do ano, disputada em Supertubos, Peniche.

    O último dia de competição da temporada coroou Joel Rodrigues e Filipa Broeiro como novos campeões nacionais Open, o que aconteceu pela primeira vez nas carreiras destes jovens bodyboarders.

    Joel Rodrigues chegou à Capital da Onda como um dos oito candidatos ao título, não obstante ter faltado à etapa da Nazaré para competir no Gran Canaria Frontón King, evento a contar para o Mundial Júnior e onde obteve o terceiro lugar.

    Em Supertubos, Joel selou a conquista do título com o triunfo na etapa. O competidor de 18 anos, que sucede a Manuel Centeno no topo do bodyboard nacional, garantiu o segundo triunfo da época, depois de ter derrotado Ricardo Rosmaninho (outro candidato ao título), Dino Carmo e Hélder Mendes na final.

    Quanto aos restantes candidatos, Pedro Correia foi eliminado nos oitavos-de-final, o local Daniel Fonseca caiu nos quartos, enquanto Manuel Centeno, Rodrigo Lopes e Miguel Ferreira foram afastados nas meias-finais. Já Miguel Adão, que liderava o ranking nacional, falhou a etapa de Peniche devido a lesão, mas matematicamente esteve na luta até ao último heat da época. 

    “Cheguei aqui com esperanças, mas sem pressão nenhuma em ser campeão. Tentei desfrutar do campeonato e correu bem. Foi muito bom terminar o ano a vencer, já que não consegui vencer no Europeu e no Mundial. Agora é continuar e conquistar mais títulos nacionais no futuro”, disse o novo dono da licra verde, símbolo que distingue os campeões do circuito.

    Na competição feminina, as contas eram bastante mais simples, com apenas três candidatas ao título: Filipa Broeiro, Joana Schenker e Teresa Padrela. Quem acabasse na frente ou, idealmente, vencesse a etapa sagrar-se-ia campeã.

    Tudo se tornaria ainda mais simples com a eliminação de Joana Schenker na meia-final, num heat atípico para a sete vezes campeã nacional Open, que apenas surfou uma onda nos 20 minutos da bateria.

    Na final, Madalena Valério dominou, somando logo uma onda de 6 pontos, à qual viria a juntar mais uma de 4,5 pts. Desempenho que permitiu a Madalena alcançar a primeira vitória da carreira no Nacional.

    “É um alívio ganhar esta etapa, pois há muito tempo que sentia que estava a evoluir e agora sinto o dever cumprido. Neste campeonato, estava tranquila e focada. É mesmo bom estar aqui como vencedora da etapa. Agora é tentar ser mais consistente no futuro para ganhar mais vezes", afirmou Madalena Valério.

    Já Filipa Broeiro obteve o segundo lugar, enquanto Madalena Padrela garantiu o terceiro posto. A campeã nacional em 2021, Teresa Padrela, não foi além da quarta posição. Contas feitas, Filipa terminou à frente de Teresa e sagrou-se campeã.

    Um triunfo emotivo para a jovem bodyboarder da Ericeira, que o ano passado viu o título fugir-lhe nos últimos momentos da final da última etapa, ali mesmo, em Supertubos.

    “Desta vez, o objetivo desde o início era ser campeã nacional, não cometer erros e não vacilar. Precisava de ganhar na Nazaré e aconteceu, pelo que agora era dar tudo em Peniche, na praia em que perdi o ano passado. Sabia que era essencial organizar as minhas emoções e foi esse o segredo da vitória. Adoro esta onda e sabia que se agarrasse aquelas esquerdas e desse os meus ‘rollos’ poderia ganhar. No fim, as lágrimas foram de tudo o que estava aqui guardado”, confessou Filipa Broeiro.

    Concluído o Circuito Nacional de Bodyboard 2022, que foi composto por quatro etapas, Nuno Lopes, responsável pela BBoard TV, entidade organizadora do circuito, fez um balanço muito positivo.

    “O Circuito Nacional de Bodyboard 2022 é o espelho do que aconteceu nesta etapa espetacular: um circuito com cada vez mais adesão por parte do público, dos atletas, clubes e associações. E é o corolário de todo o trabalho de uma equipa que está alinhada com o objetivo de revitalizar o bodyboard nacional", começou por dizer.

    Nuno aproveitou também para agradecer a todas as entidades envolvidas: “Um dos fatores críticos de sucesso para 2022 foi o incremento de colaboração com as autarquias e associações locais. Achamos que é assim que se faz este percurso, numa triangulação entre a BBoard TV, Federação Portuguesa de Surf e as entidades locais. Só assim é possível mais e melhor", concluiu.

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • bodyboard
  • Competição
  • Portugal
  • Madalena Valério
  • Joel Rodrigues
  • Filipa Broeiro
  • Peniche
  • Supertubos
  • BBoard TV
  • FPS
  • Federação Portuguesa de Surf
  • Fotografia
    CNBB CA
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
fevereiro 07
O tempo vai mudar esta quarta-feira: vem aí chuva em especial na região Sul
fevereiro 07
Seleção Nacional de Surf inicia operação Mundial ISA/Eurosurf com estágio em Peniche
fevereiro 07
Caparica recebe em março prova de qualificação para a Liga MEO Surf 2023
fevereiro 07
Cursos de Treinadores de Surfing Grau I/Surf Grau II da ASIP alargados a novos locais e já com inscrições abertas
fevereiro 07
Regressa a chuva e dois distritos estão sob aviso amarelo
fevereiro 06
Sintra Pro no calendário do Mundial de Bodyboard 2023, mas sem elite masculina
fevereiro 06
Temperatura a descer e a chuva deverá regressar esta semana