Homepage

  • Vasco Ribeiro e Guilherme Ribeiro discutem título nacional de surf no Pico da Mota
    29 outubro 2022
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANSurfistas
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Ambos dependem apenas só de si para serem campeões nacionais, mas Vasco já está na liderança virtual do ranking.
  • A luta pelo título nacional masculino prossegue ao rubro, com grandes ondas e nível alto de surf na Praia do Lagido, no segundo dia do Bom Petisco Peniche Pro, a última etapa da Liga MEO Surf 2022. Uma jornada de emoções fortes, que reduziu o lote de candidatos ao título a somente dois nomes: Guilherme Ribeiro, que chegou a esta etapa com a licra amarela Go Chill de líder do ranking nacional, e Vasco Ribeiro, campeão nacional em título e que está a regressar à competição nesta prova.

    Uma luta que vai ser decidida este domingo, no dia final do Bom Petisco Peniche Pro, estando prevista a mudança para o Pico da Mota. Com ambos a dependerem apenas de si próprios para serem campeões nacionais e cada um numa metade distinta do quadro de competição, mas com Vasco na liderança virtual do ranking, preveem-se emoções ao rubro para esta derradeira jornada da Liga MEO Surf 2022.

    - Para ser campeão Guilherme Ribeiro precisa de um resultado melhor que o de Vasco Ribeiro;

    - Para ser campeão Vasco Ribeiro precisa de um resultado melhor ou igual ao de Guilherme Ribeiro.   

    Este sábado, a ação iniciou-se pelas 8 horas e nem a chuva impediu que o espetáculo do melhor surf nacional se prolongasse em ondas de grande potencial na praia do Lagide. Tudo começou na ronda 2 masculina, onde alguns dos 11 candidatos iniciais ao título foram sendo eliminados, como foram os casos de Francisco Almeida, Joaquim Chaves ou Eduardo Fernandes. Com os outros candidatos a não desarmarem, nesta fase o grande destaque da manhã foi a prestação de Tomás Fernandes, com uma performance na casa da excelência, com 16,50 pontos, graças a uma onda de 8,50 e outra de 8 pontos, em duas esquerdas surfadas de forma explosiva.

    A ação prosseguiu ao final da manhã com a ronda 3 masculina, com o crivo das contas do título a apertar ainda mais. Depois da grande performance matinal, Tomás Fernandes acabou por despedir-se da luta com uma derrota logo no heat inaugural. Pelo meio, Afonso Antunes também saiu das contas, mesmo conseguindo passar para os quartos-de-final, em virtude de Vasco Ribeiro, que por esta altura já tinha a liderança virtual do ranking, ter avançado mais uma ronda. A ronda terminou ainda com outra surpresa, após a eliminação do surfista local e vice-líder do ranking Guilherme Fonseca.

    A derrota de Guilherme Fonseca acabou por deixar a luta pelo título nacional entregue apenas a Vasco Ribeiro e Guilherme Ribeiro. Ambos com prestações fortes e competentes nas duas vezes que entraram na água neste segundo dia de prova. Na ronda 2 Gui venceu a bateria 4 com 14,40 pontos, enquanto Vasco triunfo na bateria 6, com 13,15 pontos. Na fase seguinte, inverteram-se os papéis, com ambos a saírem novamente vencedores das respetivas baterias, mas com Vasco a chegar aos 14,50 pontos e Guilherme a ficar-se pelos 13,85 pontos. Algo que denota bem o equilíbrio entre os dois candidatos ao título nacional.

    Na próxima fase, com o título em jogo e a poder ficar definido a qualquer momento, Guilherme Ribeiro vai ser o primeiro a entrar em ação, enfrentando Francisco Ordonhas no heat 2 dos quartos-de-final man-on-man. Logo de seguida, Vasco Ribeiro mede forças com Arran Strong. Em caso de triunfo, Guilherme enfrenta nas meias-finais o vencedor da bateria entre Afonso Antunes e o jovem local Matias Canhoto, um dos grandes destaques da prova até ao momento. Já Vasco Ribeiro, se chegar às meias-finais, tem encontro marcado com o vencedor do duelo entre José Champalimaud e o ex-campeão nacional Miguel Blanco.

    Ao início da tarde disputou-se ainda a ronda 2 feminina, onde a surfista em maior destaque foi a algarvia Charlotte van Berkum, que venceu o primeiro heat da ronda com um score de 13,80. A juventude feminina também esteve em bom plano, com Constância Simões, Maria Salgado e Beatriz Carvalho em evidência a caminho da próxima fase.

    A chamada para o dia final do Bom Petisco Peniche Pro está marcada para as 8h30 no Pico da Mota. Com três rondas masculinas e três rondas femininas ainda por realizar e com um total de 16 surfistas ainda em jogo – 8 do lado masculino e 8 do lado feminino -, a ação vai coroar o novo campeão nacional e também os vencedores da derradeira etapa da temporada na Liga MEO Surf 2022.

    Agenda para domingo

    08h30 – Call terceiro dia de competição
    10h00 – Happy Hour Jerónimo Martins
    17h00 – Go Chill Expression feminina e masculina
    13h00 – Finais do Bom Petisco Peniche Pro
    14h00 – Entrega de prémios do Bom Petisco Peniche Pro

    A nível televisivo, o Bom Petisco Peniche Pro poderá ser acompanhado em direto na Sport TV, assim como nos restantes meios oficiais: facebook do MEO, app do MEO – disponível na posição 810 da grelha de canais MEO, e em www.ansurfistas.com e redes sociais em @ansurfistas.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Liga MEO Surf
  • Vasco Ribeiro
  • Guilherme Ribeiro
  • Bom Petisco Peniche Pro
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANSurfistas
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
fevereiro 06
Rio de Janeiro a ferver! 'Cidade maravilhosa' regista sensação térmica recorde de 58ºC
fevereiro 06
Farol do Cabo de São Vicente alvo de profunda restauração
fevereiro 06
Temperatura a descer e a chuva deverá regressar esta semana
fevereiro 06
Sintra Pro no calendário do Mundial de Bodyboard 2023, mas sem elite masculina
fevereiro 06
Gustavo Ribeiro é vice-campeão do mundo de skate
fevereiro 01
Surf nacional lamenta perda de Pedro Lacerda
fevereiro 03
Lucas Fink, de Ipanema para as ondas grandes da Nazaré com a prancha de skimboard: 'Se o teu sonho não te dá medo, não estás a sonhar alto'