Homepage

  • A obsessão de Tristan Roberts: dorme, acorda e come sempre a pensar no mesmo
    25 outubro 2022
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    João Araújo
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O bicampeão do mundo de bodyboard falou sobre a receita que usa na modalidade que escolheu fazer carreira profissional.
  • Chama-se Tristan Roberts e é o dono e senhor do bodyboard mundial desde 2019. Em 2020 e 2021 não houve circuito mundial, mas este ano tudo voltou à normalidade e Tristan ditou a sua lei, mais uma vez.

    Tanta coisa mudou no mundo entretanto, mas neste capítulo tudo permanece igual. Só aumentou o número de títulos e a idade da figura central deste texto.

    Há pouco mais de 24 horas, o competidor sul-africano voltou a ser imensamente feliz no Frontón, onde mais uma vez caiu o pano do Mundial, neste caso o primeiro que contou com a organização da International Bodyboarding Corporation (IBC).

    Roberts fez a festa após uma temporada em que foi claramente o mais forte entre os melhores do planeta. Das oito etapas disputadas, fez quatro finais (!) e nunca foi eliminado antes das meias-finais. É obra! Pelo meio, venceu a segunda etapa da perna chilena, o Erizos Iquique Bodyboard Pro

    Consumada a renovação do título, o bodyboarder africano falou aos microfones da IBC. "Este foi um ano insano. Isto é o pináculo da minha carreira no bodyboard. Há pressão, mas a sensação é incrível quando conseguimos conquistar o objetivo. Está feito", atirou Tristan Roberts.

    Depois, o bicampeão do mundo abordou a receita que usa para alcançar este sucesso estrondoso na modalidade que escolheu fazer carreira profissional. Tudo gira em torno de uma palavra: obsessão.

    "Costumo sempre dizer que a única forma de ser bem-sucedido é ser obsessivo com essa coisa. Acordo, durmo e como sempre a pensar no mesmo, neste caso no bodyboard e em ser campeão do mundo. Desta forma é que se consegue ser o melhor do planeta. Devemos lutar sempre e nunca desistir ou parar."

    Com o circuito mundial a regressar apenas no próximo ano, Tristan não esconde que vai descomprimir nos próximos tempos. "Estou ansioso para fazer o reset. Agora sim, vou passar a dormir mais horas, a comer melhor e desfrutar".

    Contudo, o espírito competitivo está sempre presente, pelo deixa desde já um aviso à navegação. "Espero voltar ainda mais forte no próximo ano", concluiu.

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • bodyboard
  • Competição
  • tristan roberts
  • IBC World Tour
  • IBC
  • International Bodyboarding Corporation
  • Fotografia
    João Araújo
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
fevereiro 06
Rio de Janeiro a ferver! 'Cidade maravilhosa' regista sensação térmica recorde de 58ºC
fevereiro 06
Farol do Cabo de São Vicente alvo de profunda restauração
fevereiro 06
Temperatura a descer e a chuva deverá regressar esta semana
fevereiro 06
Sintra Pro no calendário do Mundial de Bodyboard 2023, mas sem elite masculina
fevereiro 06
Gustavo Ribeiro é vice-campeão do mundo de skate
fevereiro 01
Surf nacional lamenta perda de Pedro Lacerda
fevereiro 03
Lucas Fink, de Ipanema para as ondas grandes da Nazaré com a prancha de skimboard: 'Se o teu sonho não te dá medo, não estás a sonhar alto'