Homepage

  • Portugal alcança o quinto lugar no EuroSUP 2022
    05 setembro 2022
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    FPS
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • A seleção comandada por Ricardo Rodrigues despediu-se da Dinamarca com sete medalhas na bagagem.
  • No passado sábado, dia 3 de setembro, a Seleção Nacional de Stand Up Paddle (SUP) encerrou a sua participação no EuroSUP 2022, que decorreu em Hvide Sande, na Dinamarca.

    Embora não tenha chegado à final da prova de estafetas por equipas, a turma portuguesa fechou o certame europeu num positivo quinto posto em termos coletivos, tendo alcançado um total de sete medalhas: duas de prata, quatro de bronze e uma de cobre. Quatro destas medalhas foram obtidas por Guilherme Olim, duas por Leonor Jardim e uma por Joana Andrade.

    No topo da classificação coletiva ficou a França, com Espanha e a Itália a ficarem em segundo e terceiro lugares, respetivamente. Já a anfitriã Dinamarca conseguiu a quarta posição.

    Na hora de fazer o balanço final à prestação portuguesa nas águas de Hvide Sande, o presidente da Federação Portuguesa de Surf, João Aranha, mostrou-se contente com o desempenho da renovada equipa comandada por Ricardo Rodrigues.

    “Este quinto lugar traduz a vitória desta aposta na renovação, com um novo treinador que nos deu resultados excelentes. Sermos quintos entre as melhores seleções da Europa dá-nos muita confiança para o futuro da modalidade em Portugal", entende o responsável federativo. 

    O selecionador nacional Ricardo Rodrigues, por seu turno, além de partilhar a satisfação do líder federativo e dos seus atletas, faz um balanço positivo, mas sem recusar um olhar mais ambicioso para o futuro.

    “Na partida para este Europeu, pensei que seria muito difícil estar nos sete primeiros. Não temos uma equipa completa, faltava-nos uma atleta feminina nas ondas e mais uma atleta para o SUP Race. Olhando agora em retrospetiva, isso dar-nos ia mais uns pontos para chegar ao quarto lugar. Seja como for, o mais importante era chegar aqui, criar um padrão, referências e perceber o nosso lugar no contexto europeu. Já tivemos um terceiro no passado, mas tendo em conta que temos uma Seleção completamente renovada, o quinto lugar é excelente.”

    E o técnico projeta agora o futuro: “Vamos, a partir daqui criar uma base de trabalho para obter ainda melhores resultados no futuro. Há uma margem de progressão grande, quer dos atletas aqui presentes, quer do grupo, com a inclusão de outros valores. Portugal tem de ser uma equipa para lutar pelo top 3. Não temos os recursos de França ou Itália, mas temos gente nova e condições excelentes. Estamos muito contentes, a equipa esteve unida e forte em todos os momentos, desde os atletas até ao presidente. E isso foi fundamental", analisou Ricardo Rodrigues.

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • sup
  • stand up paddle
  • EuroSUP 2022
  • Dinamarca
  • Seleção Nacional de SUP
  • Competição
  • Federação Portuguesa de Surf
  • FPS
  • Fotografia
    FPS
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
dezembro 06
Portugal com estreia positiva no Mundial de Para-surfing
dezembro 05
Frederico Morais para Teresa Bonvalot: 'Tens de estar é orgulhosa da atleta que foste este ano'
dezembro 05
Distritos de Faro e Beja com aviso laranja devido à chuva forte
dezembro 05
492 vidas já foram salvas pela Marinha desde o início do ano
dezembro 05
Mau tempo deixa todo o arquipélago dos Açores sob aviso amarelo
dezembro 05
Mundial ISA de Surf Adaptado já está na água: como ver a Seleção Nacional?
dezembro 05
Já não chega proteger a biodiversidade: restaurar é o caminho