Homepage

  • 10 nomes “excêntricos” que vão marcar presença no Mundial ISA
    14 setembro 2022
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    ISA
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Esta é a primeira prova a atribuir vagas para Paris’2024.
  • Com início marcado para sexta-feira, o Mundial ISA 2022 marca o arranque da caminhada olímpica do surf para Paris’2024. Contudo, a prova que se vai desenrolar este ano em Huntington Beach, na Califórnia, é também um importante ponto de contacto entre as mais diferentes culturas do planeta, reunindo personalidade que vão desde as principais estrelas do surf mundial até competidores aventureiros de países mais excêntricos como Arábia Saudita, Afeganistão, Samoa Americana, Grécia ou Lituânia, entre outros.

    Em 2022 isso não vai ser exceção e na lista de nomes disponível é já possível encontrar algumas figuras curiosas. Algumas já habituais nestas paragens, outros nem por isso. Dos mais jovens aos mais velhos, com algumas estreias pelo meio. Provavelmente não os vamos ver a chegar longe neste Mundial, mas antes de a ação começar já marcaram a diferença só pela presença num evento que reúne várias dezenas de países.

    Eis uma lista de 10 curiosidades entre os participantes desta edição dos ISA World Surfing Games.

    Huss Alzaki – A Arábia Saudita é um membro recente da ISA mas neste Mundial já vai a jogo e logo com três surfistas. Um deles é Alzaki, de 31 anos. Um apaixonado pelo mar, que, ao contrário de outros competidores nesta lista, vive no seu país, e que começou a surfar apenas em 2014. A primeira experiência aconteceu precisamente ali, em Huntington Beach. Seis anos depois foi até à Costa Rica, onde garante ter apanhado a sua primeira onda… verde.

    Wu e Yang – Na realidade, é indiferente o nome. Na jovem equipa chinesa é fácil confundir os intérpretes, dada a juventude com se apresenta a jogo. É, certamente, a equipa completa com menor média de idades. Entre a equipa feminina estão Siqi Yang e Yaomei Wu, ambas de 13 anos, que se juntam a Shuge Jiang, de 14. Nos homens, ou melhor, nos petizes as idades variam entre os 14 e 18. Todos sem patrocínios e sem grandes comentários a fazer nos seus perfis. Talvez ainda iremos ouvir falar deles no futuro, mesmo que, para já, seja difícil decorar os seus nomes.

    Erasmus Rosenbaum – Numa equipa com apenas três surfistas, o nome mais peculiar é o de Erasmus. Com Dean Vandewalle a afirmar-se como a estrela belga, Erasmus e a irmã Rheanna são os outros dois membros. Ambos com ligação a Portugal, embora sejam uns verdadeiros cidadãos do Mundo, tal como indica o primeiro nome do jovem surfista, que garante ter como pico de surf favorito a Praia da Cordoama, no Algarve.

    Kahil Piñeres Schooley – Numa seleção com alguns nomes já experientes, este jovem destaca-se como o participante mais novo da prova. Tem apenas 12 anos e surge como a coqueluche da equipa colombiana. Mas não se deixem enganar pela idade, uma vez que Schooley chega a Huntington Beach com o treino das ondas de Maui, onde reside e de onde é natural.

    Eeli Timperi – Tem apenas 15 anos e é, literalmente, a única esperança da Finlândia neste Mundial. Timperi vai a jogo sozinho e, assim, permite a participação rara deste país nórdico. É fácil perceber esta ida a jogo nas ondas de Huntington Beach por parte do jovem surfista finlandês, uma vez que reside em Encinitas, na Califórnia, desde os 5 anos. É um nome que dá cartas nos NSSA, por isso poderá bem causar surpresas entre os graúdos neste Mundial.

    Candelaria, Valentina e Maxima Resano – Não é a primeira vez que Nicarágua é representada no feminino por este trio de irmãs. Mas não deixa de ser uma efeméride tal acontecimento. Com larga experiências nestas provas, as manas Resano encontram nos Mundiais ISA o palco ideal para mostrar o seu talento. Filhas de um famoso big rider habitual em Mavericks, Candelaria, de 16 anos, Maxima, de 13, e Valentina, de 18, estão preparadas para surpreender em Huntington Beach.

    Alexandra Kolla – A Grécia é dos países em prova com menos historial. No entanto, depois da presença na última edição com uma equipa escassa, desta vez redobra os nomes em prova e vai a jogo com cinco elementos. Um feito notável. Um dos nomes é de Alexandra Kolla, uma surfista de 40 anos que vive em Santa Cruz, Califórnia. Tal como ela há mais dois membros que residem nos Estados Unidos, o que explica este aumento substancial da equipa.

    Girmantas Neniskis – Tem 36 anos e é um dos três membros da improvável seleção lituana. Todos com pouca experiência internacional. Contudo, Neniskis destaca-se pelo passado e pela importância que teve na introdução do surf na Lituânia. É considerado o pioneiro do surf neste país do Báltico, onde começou a surfar logo após a independência da União Soviética. Campeão nacional em duas ocasiões, tanto de surf como de windsurf, Neniskis aproveita o inverno e o frio que se faz sentir no seu país para rumar à Baja Califórnia e desenvolver a sua técnica.

    Valerii Monastyrkski – Tem apenas 15 anos e os últimos três foram vividos em Bali. É um dos seis membros da equipa ucraniana, que, apesar do momento difícil que vive devido à guerra com a Rússia – nação que está afastada deste Mundial pela ISA -, vai a jogo em Huntington Beach com a equipa completa. Um feito de salutar!  

    Frode Goa – A Noruega é outra das equipas que vai a jogo com seis surfistas. Um dele tem 45 anos e é o mais velho em prova. O Kelly Slater nórdico apresenta-se um verdadeiro all-around, numa equipa com uma média de idades bem elevada. Do lado feminino, há a registar ainda a presença de Ingunn Waarum, de 40 anos, e Ingeborg Sofie Nakken, de 42.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • ISA World Surfing Games
  • Huntington Beach
  • Fotografia
    ISA
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
janeiro 26
Produção diária de energia eólica atingiu novo recorde em Portugal
janeiro 27
Revelado calendário dos circuitos regionais de surf para 2023
janeiro 27
Tempo frio vai continuar pelo menos até quinta-feira
janeiro 27
FPS anuncia 'grande mudança' no acesso aos circuitos em 2023
janeiro 26
Cidade chinesa regista temperatura recorde de -53ºC
janeiro 26
Frio fica para o fim de semana: todo o continente vai estar sob aviso amarelo
janeiro 26
FUEL TV lança programa de estágios