Homepage

  • Joana Schenker entra a vencer no Visit Maldives Pro 2022
    01 agosto 2022
    arrow
    arrow
  • A prova está a decorrer no surf spot de Varunulaa Raalhugandu, localizado em Malé, cidade que é capital das Maldivas.
  • Depois de vários eventos na América do Sul durante a primeira fase da época à qual se seguiu uma perna havaiana expresso, o Circuito Mundial de Bodyboard mudou-se de armas e bagagens para as Maldivas. É tempo do Visit Maldives Pro 2022, cujo período de espera começou no passado dia 29 de julho e prolonga-se até ao próximo domingo, dia 7 de agosto.

    Esta trata-se de uma etapa histórica, pois é a primeira vez que tal nação recebe uma prova da divisão máxima do bodyboard mundial e que a International Bodyboarding Corporation (IBC), entidade promotora do Mundial, coloca na água uma etapa no continente asiático.

    A prova está a decorrer no surf spot de Varunulaa Raalhugandu, localizado em Malé, cidade que é capital das Maldivas. 10º evento do calendário em termos gerais, temos em competição nas Maldivas a divisão Open (homens + mulheres), o dropknee e ainda a categoria Júnior masculino.

    No Visit Maldives Pro 2022, a representação lusa está a cargo de três bodyboarders: Joana Schenker, Teresa Padrela e Madalena Valério. Após dois dias de competição, todas elas estão apuradas para a ronda 3.

    Deste trio lusitano, Joana Schenker foi quem mais brilhou na ronda 1. A campeã mundial de 2017 entrou a vencer nas Maldivas, com uma performance bem sólida, mostrando boa adaptação à onda de Varunulaa Raalhugandu. Com o score combinado de 11,50 pts, Joana suplantou a bicampeã mundial Alexandra Rinder, bem como a filha de Neymara Carvalho, Luna Hardmann, e Begoña Martinez, conhecida também por fazer comentários no broadcast via web da IBC no canal de YouTube.

    Para além de Joana Schenker, também Teresa Padrela obteve o apuramento direto para a ronda 3. A atual campeã nacional Open e número seis mundial foi segunda classificada num heat conquistado pela quatro vezes campeã mundial Isabela Sousa. Madalena Valério foi a outra bodyboarder lusa presente nesta bateria, tendo caído para a ronda de repescagem devido ao terceiro lugar alcançado.

    Na repescagem, devido ao facto de estar inserida num heat com apenas duas competidoras, Madalena Valério soube de antemão que também já estava apurada para a ronda 3. Esta segunda-feira, Madalena fez então a sua bateria de repescagem, que teve em Luna Hardman a vencedora. 12,90 pts para a jovem bodyboarder brasileira contra os 10,40 pts de Valério.

    Quanto à categoria Open masculino, os tops mundiais não desiludiram, com o havaiano Tanner McDaniel a conseguir o melhor score combinado da ronda 1 ao averbar 15,50 pts. Tristan Roberts, vigente campeão do mundo e líder do ranking, Pierre-Louis Costes e Amaury Lavernhe foram outros dos bodyboarders que estrearam-se com um triunfo em Varunulaa Raalhugandu.

    Por último, no dropknee o lendário Dave Hubbard marcou a pauta, ele que é o atual número 1 do mundo e vem de um triunfo caseiro, depois de ter conquistado o Garden Island Boogie Board Classic. Ainda relacionado com o dropknee, destaque para a participação de Pierre-Louis Costes nesta categoria. Já entre os juniores, a prova conta com uma grande representação de bodyboarders da casa, sete, sendo o canário Gabriel Molina a exceção. 

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Maldivas
  • Competição
  • bodyboard
  • IBC World Tour
  • IBC
  • International Bodyboarding Corporation
  • Joana Schenker
  • Circuito Mundial de Bodyboard
  • Madalena Valério
  • Teresa Padrela
  • Visit Maldives Pro 2022
  • Fotografia
    IBC World Tour
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
fevereiro 01
Campeonato Nacional de Surf da Ucrânia vai ser realizado em Portugal
fevereiro 01
Surf nacional lamenta perda de Pedro Lacerda
fevereiro 01
FUEL TV assegura transmissão do Winter Dew Tour 2023 à escala global
janeiro 31
Surf adaptado mantém bem vivo sonho da inclusão nos Jogos Paralímpicos de Los Angeles'2028
fevereiro 01
Índia vai estrear-se no Mundial ISA e já sonha com Paris’2024
janeiro 31
Comunicado da FPS sobre o projeto 'Gestão do Espaço Costeiro'
janeiro 31
Luke Shepardson, o vencedor improvável do Eddie Aikau que passou a ter um dia no Havai com o seu nome