Homepage

  • Governo garante que não vai faltar água para consumo humano nos próximos dois anos
    06 julho 2022
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • No entanto, se há menos água é preciso que haja um uso “mais eficiente” em todas as suas dimensões, disse o secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e Ordenamento do Território.
  • Na passada terça-feira, o Governo garantiu que, apesar da seca, o país tem água para consumo humano nos próximos dois anos, mas admitiu racionamentos em determinadas zonas do país, relativamente a alguns usos, como na agricultura.

    A garantia foi dada pelo secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e Ordenamento do Território, João Catarino, à margem de uma visita ao concelho de Terras de Bouro, distrito de Braga, onde foi assinalar a melhoria das condições de visitação do Parque Nacional da Peneda-Gerês.

    Questionado sobre notícias a dar conta de que há “barragens próximas do volume morte” (reserva técnica que fica abaixo dos canos de captação) ou do nordeste transmontano estar em alerta e com ameaça de corte de água durante a noite, o governante assume a preocupação face aos efeitos da seca, mas assegura que o país não terá falta de água para consumo humano nos próximos dois anos, mesmo sem chuva.

    “[A seca] é uma situação que tem de nos preocupar a todos. Obviamente que o Governo, como responsável, tem de estar preocupado, mas preocupado na dimensão em que sabemos e garantimos que não vai faltar água para consumo humano. Esta é a nota que temos de deixar: Portugal tem hoje condições para garantir que não faltará água para consumo humano, mesmo que as condições se mantenham, e, que, pelos vistos, se vão agravar”, disse João Catarino.

    O secretário de Estado avisa que, se há menos água, é preciso que haja um uso “mais eficiente” em todas as suas dimensões.

    “Em casa, na rega dos espaços públicos, na agricultura. Temos de ter consciência que se a água é menos, temos de gastar muito menos. Ao Governo compete garantir o consumo humano de água e esse está garantido para dois anos, para este ano e para o [próximo] ano, mesmo que não chovesse este ano e no próximo, que esperamos não aconteça, de forma alguma”, declarou o governante.

    O secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e Ordenamento do Território admite, contudo, o racionamento de água em determinadas zonas do país, para alguns fins.

    “[Racionamento de água] sim, isso é possível que tenha de existir para alguns usos, obviamente, mas, para o consumo humano, estaremos sempre atentos. Serão utilizadas todas as formas alternativas, se as condutas que estão estabilizadas não forem suficientes. Mas, o Governo está em condições de garantir que não haverá falta de água para consumo humano durante o verão, sem dúvida”, afirmou João Catarino.

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Natureza
  • Água
  • Barragens
  • Seca
  • Portugal
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
agosto 09
Avistada caravela-portuguesa na Praia das Maçãs
agosto 09
Tartaruga presa em arte de pesca foi resgatada na foz do Mondego
agosto 09
De quase eliminada de primeira à glória, assim foi a história de Carolina Santos na Costa Nova
agosto 09
Fajã da Areia acolheu o arranque do Circuito Regional de Bodyboard Open da Madeira 2022
agosto 09
Após os sete primeiros meses do ano, Portugal regista número máximo de óbitos em meio aquático
agosto 03
Programa 'Praia Acessível - Praia para Todos!' apresenta número recorde de galardoados em 2022
agosto 05
Beachcam instala live cams nas praias de Paredes da Vitória e da Pedra do Ouro