Homepage

  • Kikas, Teresa e nova geração em destaque em Ribeira d'Ilhas
    11 junho 2022
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANSurfistas
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Eliminações de Guilherme Ribeiro e Afonso Antunes deixam liderança do ranking em jogo.
  • A praia de Ribeira d’Ilhas foi palco, este sábado, de emoções fortes e um nível altíssimo de surf no dia 2 do Allianz Ericeira Pro, a terceira etapa da Liga MEO Surf 2022. Com o mar a continuar a oferecer ondas com tamanho e potencial, os melhores surfistas nacionais souberam elevar o nível, numa jornada marcada por algumas surpresas. Os incontornáveis Frederico Morais e Teresa Bonvalot a dominaram a prova masculina e feminina, respetivamente, mas a nova geração do surf nacional também deu um ar da sua graça rumo às finais na Ericeira, com especial destaque para nomes como Francisco Mittermayer e João Maria Mendonça, ambos de apenas 17 anos.

    Uma nova fornada de surfistas começa, assim, a espreitar os lugares mais altos do pódio e a jornada deste sábado foi prova disso mesmo, com a juventude a dar bastante trabalho aos mais graúdos e a provocar, igualmente, a eliminação do licra amarela Guilherme Ribeiro e de Afonso Antunes, também eles jovens, mas já inseridos entres os candidatos ao título e que chegaram à Ericeira no 2.º e 3.º posto do ranking, respetivamente. Algo que baralhou completamente as contas do ranking masculino, cuja liderança fica em aberto para o dia final em Ribeira d’Ilhas, com três surfistas ainda em prova à espreita da oportunidade.

    A ação retomou com os quatro heats que ficaram por disputar da ronda inaugural masculina, com o mar ainda com algum tamanho considerável, mas com algumas abertas que iam permitindo notas altas. Luís Perloiro, Arran Strong, João Kopke, todos com pontuações acima de 13 pontos, e Eduardo Fernandes foram os primeiros vencedores da manhã, dando boas indicações para o que viria a seguir.

    Seguiu-se a ronda 2, com vários jovens em destaque e muitas disputas equilibradas e decididas nas últimas trocas de ondas. Foi o caso do heat 2, em que Frederico Morais chegou aos últimos minutos no 3.º posto. Contudo, Kikas elevou a fasquia e saltou diretamente para a liderança com a última onda, com Tomás Fernandes a segurar a 2.ª posição e Francisco Alves, que esteve praticamente todo o heat em 1.º, a ser eliminado. Antes disso, já os jovens Francisco Ordonhas e Daniel Nóbrega tinham tirado da competição os tops Guilherme Fonseca e Pedro Coelho.

    Depois do triunfo de Francisco Almeida no heat 3, onde José Maria Ribeiro foi segundo, na disputa seguinte houve mais emoção em doses extra, numa bateria vencida pelo mais jovem na água. Francisco Mittermayer esteve em grande plano, somando 13,45 pontos e uma onda de 8,50 pelo meio, com Joaquim Chaves, de 18 anos, a segurar a segunda posição, com menos de 1 ponto de vantagem para dois dos favoritos em prova, Afonso Antunes, vencedor das duas últimas edições do Allianz Ericeira Pro, e Gony Zubizarreta. Mais duas eliminações surpreendentes numa fase precoce em Ribeira d’Ilhas.

    Na metade inferior do quadro de competição a lógica manteve-se, com Guilherme Ribeiro a sair derrotado no heat 5, perante a oposição de Halley Batista e Ian Costa. Detentor da licra amarela Go Chill, Guilherme não aproveitou a eliminação de Afonso Antunes para ganhar vantagem no ranking. Apesar da derrota, o jovem surfista da Costa de Caparica está na liderança provisória do ranking. Contudo, deixou essas contas nas mãos de outros surfistas que continuam em prova.

    No heat 6 foi a vez de João Maria Mendonça carimbar o triunfo com 13,55 pontos, sendo secundado por João Moreira, numa bateria em que a etapa se despediu da experiência de Marlon Lipke. Até final da ronda destaque para os triunfos de Arran Strong e Luca Guichard, com Luís Perloiro e Eduardo Fernandes a seguirem também em frente, enquanto João Kopke foi um dos nomes mais proeminentes a despedir-se de prova.

    De seguida foi a prova feminina a ir para a água, para a realização da ronda 2, onde Teresa Bonvalot abriu com tudo, destacando-se da concorrência. Teresa protagonizou o maior score feminino da etapa até ao momento, com 15,50 pontos. Carolina Mendes, Camilla Kemp e Carina Duarte foram as outras vencedoras da ronda, numa clara tendência para as surfistas mais experientes, ao contrário do que aconteceu do lado masculino.

    Ainda assim, houve também algumas representantes da nova geração a conseguirem a passagem à ronda 3. Foi o caso de Maria Chaves, Beatriz Carvalho e Maria Salgado, as duas últimas vindas diretamente de El Salvador, onde representaram Portugal no Mundial Júnior da ISA (Associação Internacional de Surf). A campeã nacional Kika Veselko foi a outra surfista a seguir em frente, após a bateria mais disputada da ronda, onde Mafalda Lopes não conseguiu evitar a eliminação, naquela que foi a maior baixa na prova feminina.

    A prova masculina voltou à água a meio da tarde, com os intervenientes a elevarem ainda mais o nível durante a ronda 3. Com as vagas nos quartos-de-final man-on-man em jogo, o primeiro heat mostrou a melhor versão de Frederico Morais nesta etapa. Depois de minutos de algum equilíbrio e indefinição, Kikas arrancou para uma performance requintada. Frederico fechou a bateria com uma onda de 8,75 pontos, a melhor do campeonato até ao momento, somando, igualmente, o melhor score, com 17,15 pontos. Pelo meio ainda descartou uma onda excelente, de 8 pontos, o que dá para perceber bem o domínio mostrado, numa bateria em que Joaquim Chaves venceu a luta pela segunda posição, frente a José Maria Ribeiro e Francisco Ordonhas.

    Depois do festival chamado Kikas houve lugar a mais demonstração de nível por parte da juventude. Francisco Mittermayer venceu o heat 2, com 12,35 pontos, conseguindo o pleno de triunfos desde o início da prova. O jovem surfista da Linha carimbou a primeira passagem da carreira à fase man-on-man da Liga MEO Surf, deixou Tomás Fernandes no 2.º posto e ainda eliminou Daniel Nóbrega e Francisco Almeida, impedindo este último de sonhar com a chegada à liderança do ranking nesta etapa.

    Um duelo interessante entre a nova geração, com João Maria Mendonça a responder de seguida, também com o terceiro triunfo consecutivo em Ribeira d’Ilhas, desta vez com 13,70 pontos. O jovem surfista algarvio conseguiu vencer numa bateria em que Halley Batista ficou com o 2.º lugar e onde Eduardo Fernandes e Luís Perloiro ficaram pelo caminho, com estes a perderem também a possibilidade do assalto à liderança do ranking.  

    A ronda fechou com mais um heat decidido nos segundos finais. O regressado Luca Guichard carimbou o triunfo graças a uma manobra muito progressiva, com João Moreira a conseguir passar na segunda posição, perante a oposição de Ian Costa e Arran Strong. Um desfecho que permitiu a João Moreira juntar-se a Tomás Fernandes e Halley Batista como o trio que tem possibilidades de chegar à liderança do ranking no dia final deste Allianz Ericeira Pro. Para tal, Moreira tem o requisito de chegar à final para superar os 1990 pontos de Guilherme Ribeiro, enquanto Tomás Fernandes e Halley Batista precisam de vencer o evento.

    É perante este cenário de muita indefinição e um nível de surf muito alto que Ribeira d’Ilhas se prepara para o dia final do Allianz Ericeira Pro. A chamada para domingo está marcada para as 7H30, com expectativas altas para as rondas finais. A prova deverá retomar com a ronda 3 feminina, com o trio da frente do ranking ainda em prova e com Kika Veselko e Carolina Mendes a tentarem tirar a licra amarela de Teresa Bonvalot. Já na prova masculina há grandes duelos em perspetiva nos quartos-de-final, que começam logo com o embate entre Frederico Morais e o herói local Tomás Fernandes.

    Ronda 3 feminina:
    H1: Teresa Bonvalot x Carolina Mendes x Maria Chaves x Beatriz Carvalho
    H2: Camilla Kemp x Carina Duarte x Kika Veselko x Maria Salgado

    Quartos-de-final masculinos:
    H1: Frederico Morais x Tomás Fernandes
    H2: Francisco Mittermayer x Joaquim Chaves
    H3: João Mendonça x João Moreira
    H4: Luca Guichard x Halley Batista

    Este sábado houve ainda lugar às Go Chill Expression Session, com a feminina a ser vencida pela jovem surfista de Carcavelos Érica Máximo. Do lado masculino houve domínio total de Halley Batista, que venceu a disputa graças a um air reverse bem alto, mas que já tinha deslumbrado com outro par de manobras.

    Agenda para domingo:
    08h00 – Call terceiro dia de competição
    11h00 – Happy Hour Jerónimo Martins
    13h00 – Finais do Allianz Ericeira Pro 
    14h00 – Entrega de prémios do Allianz Ericeira Pro Pro

    A nível televisivo, o Allianz Ericeira Pro poderá ser acompanhado em direto na Sport TV, assim como nos restantes meios oficiais: facebook do MEO, app do MEO – disponível na posição 810 da grelha de canais MEO, e em www.ansurfistas.com e redes sociais em @ansurfistas.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Allianz Ericeira Pro
  • liga meo surf
  • Ribeira d'Ilhas
  • Francisco Mittermayer
  • João Maria Mendonça
  • frederico morais
  • Teresa Bonvalot
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANSurfistas
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
dezembro 05
492 vidas já foram salvas pela Marinha desde o início do ano
dezembro 05
Mundial ISA de Surf Adaptado já está na água: como ver a Seleção Nacional?
dezembro 05
Frederico Morais para Teresa Bonvalot: 'Tens de estar é orgulhosa da atleta que foste este ano'
dezembro 05
Já não chega proteger a biodiversidade: restaurar é o caminho
dezembro 02
Ericeira Surf Clube participa em projeto que promove a sustentabilidade ambiental e não só
dezembro 02
Primeiro fim de semana de dezembro vai ser frio, cinzento e chuvoso
dezembro 02
Grupos central e oriental dos Açores com aviso amarelo devido ao mau tempo e mar agitado