Homepage

  • Mike Stewart explica o regresso ao Mundial de Bodyboard: 'É a exploração do que sou capaz de fazer perto de celebrar 59 anos'
    03 maio 2022
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Ola Violenta/Arica Cultura Bodyboard
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Muito focado no aspeto mental, o nove vezes campeão mundial viajou até ao Chile, pois tem uma dúvida: "Posso ou não ser competitivo?"
  • A primeira etapa do Mundial de Bodyboard de 2022 para a categoria Open masculino fica inevitavelmente marcada pela presença em competição daquele que é considerado o maior bodyboarder de todos os tempos, Mike Stewart.

    Neste reativar do circuito mundial, após mais de dois anos e meio de paragem devido à pandemia, o nove vezes campeão mundial voou até ao Chile para participar aos 58 anos (!) no Arica Cultura Bodyboard. Diante de competidores bem mais novos, que provavelmente olham para Mike como a principal fonte de inspiração, o lendário bodyboarder deu um ar da sua graça, mostrando competitividade. Os anos podem passar, mas Mike Stewart é feito de uma outra cepa, tal e qual um outro careca, mas esse com carreira feita no surf: Robert Kelly Slater.

    Tudo isto numa fase em que está bem perto de completar 59 anos, celebra o aniversário a 17 de maio, o que torna tudo ainda mais incrível. É verdade que perdeu de primeira, mas acima de tudo este foi um desafio que o próprio Mike Stewart colocou a si mesmo, classificando o mesmo de "surreal". Através de uma publicação nas redes sociais, o campeoníssimo dissertou sobre esta viagem até ao Chile, que deverá implicar a participação nos três campeonatos desta perna. 

    "Tenho de dizer que é um pouco surreal estar novamente a vestir a licra de competição. Muitas vezes olho para a minha carreira de competidor como uma escalada. Os passos seguintes apenas estão ao nosso alcance quando trabalhamos para eles. Não se pode saltar etapas sem cair. Uma vez que se dá um passo em frente a vários níveis, surgem oportunidades únicas", começou por dizer a estrela do bodyboard mundial.

    Entre essas oportunidades, está a viagem até ao Chile. "É um desses passos. Em termos pessoais é a exploração da plasticidade da mente, do corpo e daquilo que sou capaz de fazer perto do meu 59º aniversário. Embora tenha mantido um nível alto em termos físicos para surfar, a minha dúvida em termos mentais é: posso ou não ser competitivo? Não sei como tudo irá decorrer, mas desde que não me lesione ou perca a vida, espero que tudo isto venha a redefinir os meus paradigmas pessoais e talvez mostre uma forma de navegar nas obstruções mentais." 

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • bodyboard
  • Circuito Mundial de Bodyboard
  • Mike Stewart
  • Chile
  • Arica Cultura Bodyboard
  • IBC World Tour
  • International Bodyboarding Corporation
  • Fotografia
    Ola Violenta/Arica Cultura Bodyboard
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
novembro 25
Sol fica só até sábado: chuva volta no domingo
novembro 24
Seleção Nacional de Surf Adaptado quer medalhas no Mundial ISA 2022
novembro 24
Prolongado aviso de agitação marítima na Madeira
novembro 23
O que esperar do grande swell que vai entrar na Nazaré?
novembro 23
Divulgados os convocados da Seleção Nacional de Surf Adaptado para o Mundial ISA 2022
novembro 23
Cuidados a ter por causa da forte agitação marítima esperada
novembro 23
Guilherme Ribeiro e Justin Mujica recebem wildcards para o Special Event do circuito ASCC Caparica Power