Homepage

  • Estudo diz que os golfinhos esfregam-se nos corais para cuidar da pele
    23 maio 2022
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Ao adotarem esse comportamento, estes mamíferos restauram as propriedades da pele e previnem infeções.
  • Biólogos marinhos identificaram em golfinhos um comportamento que sugere que se esfregam deliberadamente em certas espécies de corais flexíveis pelas suas propriedades medicinais.

    A investigação publicada recentemente na revista científica 'iScience' propõe que os golfinhos-roazes do Indo-Pacífico também contraem doenças dermatológicas, mas que "fazem fila para se esfregarem em corais", que ajudam a restaurar as propriedades da pele e a prevenir infeções.

    A bióloga marinha Angela Ziltener, co-autora principal do estudo e investigadora na Universidade de Zurique, na Suíça, observou há 13 anos este comportamento em golfinhos no norte do Mar Vermelho, ao largo da costa do Egito, reparando que os animais o faziam com determinados tipos de corais, de um grupo da ordem 'Alcyonacea' conhecido como 'gorgónias'. "Era óbvio que sabiam exatamente que tipo de coral pretendiam usar", diz.

    Com a sua experiência de mergulho, conseguiu conquistar a confiança dos animais e descobrir que ao esfregar o corpo contra os corais, estes libertavam muco, que os cientistas recolheram para analisar.

    A química Gertrud Morlock, principal autora do estudo e investigadora da universidade alemã Justus Liebig, e a sua equipa descobriram nos corais escolhidos pelos golfinhos propriedades antibacterianas e antioxidantes, entre outras, que pensam servir para regular o microbioma da pele dos animais. "Estes metabolitos podem ajudá-los a atingir a homeoestase (equilíbrio) da pele e ser úteis na profilaxia e tratamento de infeções microbianas", menciona.

    Os recifes de corais são lugares importantes para as populações de golfinhos, que os usam para descansar e brincar. "Quando estão acordados, esfregam-se nos corais quase como se estivessem a lavar-se antes de ir dormir ou a prepararem-se para um novo dia", afirma Ziltener.

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Natureza
  • Meio Ambiente
  • Sustentabilidade
  • Golfinhos
  • Estudo
  • Investigação
  • Recifes de Coral
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
fevereiro 02
Tempo frio ainda deixa três distritos sob aviso amarelo
fevereiro 02
Praia da Empa coroou vencedores do Science Ericeira 2022
fevereiro 01
FUEL TV assegura transmissão do Winter Dew Tour 2023 à escala global
fevereiro 01
Campeonato Nacional de Surf da Ucrânia vai ser realizado em Portugal
fevereiro 01
Surf nacional lamenta perda de Pedro Lacerda
janeiro 31
Surf adaptado mantém bem vivo sonho da inclusão nos Jogos Paralímpicos de Los Angeles'2028
fevereiro 01
Índia vai estrear-se no Mundial ISA e já sonha com Paris’2024