Homepage

  • Estudo diz que os golfinhos esfregam-se nos corais para cuidar da pele
    23 maio 2022
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Ao adotarem esse comportamento, estes mamíferos restauram as propriedades da pele e previnem infeções.
  • Biólogos marinhos identificaram em golfinhos um comportamento que sugere que se esfregam deliberadamente em certas espécies de corais flexíveis pelas suas propriedades medicinais.

    A investigação publicada recentemente na revista científica 'iScience' propõe que os golfinhos-roazes do Indo-Pacífico também contraem doenças dermatológicas, mas que "fazem fila para se esfregarem em corais", que ajudam a restaurar as propriedades da pele e a prevenir infeções.

    A bióloga marinha Angela Ziltener, co-autora principal do estudo e investigadora na Universidade de Zurique, na Suíça, observou há 13 anos este comportamento em golfinhos no norte do Mar Vermelho, ao largo da costa do Egito, reparando que os animais o faziam com determinados tipos de corais, de um grupo da ordem 'Alcyonacea' conhecido como 'gorgónias'. "Era óbvio que sabiam exatamente que tipo de coral pretendiam usar", diz.

    Com a sua experiência de mergulho, conseguiu conquistar a confiança dos animais e descobrir que ao esfregar o corpo contra os corais, estes libertavam muco, que os cientistas recolheram para analisar.

    A química Gertrud Morlock, principal autora do estudo e investigadora da universidade alemã Justus Liebig, e a sua equipa descobriram nos corais escolhidos pelos golfinhos propriedades antibacterianas e antioxidantes, entre outras, que pensam servir para regular o microbioma da pele dos animais. "Estes metabolitos podem ajudá-los a atingir a homeoestase (equilíbrio) da pele e ser úteis na profilaxia e tratamento de infeções microbianas", menciona.

    Os recifes de corais são lugares importantes para as populações de golfinhos, que os usam para descansar e brincar. "Quando estão acordados, esfregam-se nos corais quase como se estivessem a lavar-se antes de ir dormir ou a prepararem-se para um novo dia", afirma Ziltener.

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Natureza
  • Meio Ambiente
  • Sustentabilidade
  • Golfinhos
  • Estudo
  • Investigação
  • Recifes de Coral
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
julho 03
Martim Nunes e Erica Máximo são os novos campeões nacionais Sub-20
julho 02
Declaração de Lisboa aprovada no fecho da Conferência dos Oceanos
julho 01
Subida da temperatura e diminuição da intensidade do vento no fim de semana
julho 01
Conferência dos Oceanos encerra esta sexta-feira com adoção da Declaração de Lisboa
julho 01
Biodiversidade vai ser afetada com a mineração do mar profundo
junho 30
Maya Gabeira é Campeã para o Oceano e a Juventude da UNESCO
junho 30
Revelados os competidores do Softboard Heroes 2022