Homepage

  • Vinícius dos Santos surfou a maior onda da sua vida na Nazaré. Fala-se em possível recorde do Guinness: 'Será um grande feito se acontecer'
    18 março 2022
    arrow
    arrow
  • Apesar de estar no encalce do recorde mundial, o big rider brasileiro diz que não é isso que o move nesta atividade tão extrema. 'Quero evoluir muito no surf e desfrutar das ondas. Esse é o meu objetivo enquanto big rider.'
  • O fim do inverno anuncia o fecho da temporada de ondas grandes. E esta é daquelas que vai deixar saudades e perdurar na memória durante muito tempo. Os últimos meses foram bastantes intensos no Canhão da Nazaré, um dos grandes templos do planeta no que toca à arte de desafiar enormes montanhas de água. 

    Esta foi uma das mais consistentes temporadas dos últimos anos. Desde a realização de duas edições do Nazaré Tow Surfing Challenge a sessões épicas, tivemos um pouco de tudo. Desta forma, não é de estranhar que várias bombas estejam a ser veiculadas como candidatas a destronar o recorde mundial do Guinness da maior onda surfada, que continua a estar na posse de Rodrigo Koxa. A 8 de novembro de 2017, o big rider brasileiro surfou uma onda que foi medida oficialmente com 24,40 metros.

    Um dos surfistas que colocou-se na corrida a esse recorde é Vinícius dos Santos. Rebocado por Lucas Chumbo, curiosamente outro dos surfistas envolvidos nesta batalha, o big rider brasileiro terá surfado uma onda com quase 30 metros de altura (29,68), segundo a medição de Douglas Nemes, um especialista em mecânica das ondas. Tudo aconteceu no pesado swell que a 25 de fevereiro quebrou na Praia do Norte. Isto numa sessão em que Vinícius até saiu lesionado após um wipeout na última onda que surfou. Magoou um joelho. 

    Numa altura em que o seu nome está na berlinda por causa da gigante onda surfada, a "maior onda da minha vida", o Beachcam falou com um dos heróis desta inesquecível temporada no Canhão da Nazaré. 

    Beachcam (BC) - Em primeiro lugar, como é que tudo isto aconteceu? 

    Vinícius dos Santos (VS) - Essa onda foi surfada no passado dia 25 de fevereiro. Fiz parte da equipa do capitão Alemão de Maresias, Lucas Chumbo, Nic von Rupp, Lucas Fink, Lourenço Katzenstein, José Carlos e Michaella. Com o apoio do André Santos, que ficou no farol a avisar que ondas eram as melhores. 

    BC - Quando é que percebes-te que poderias ter surfado uma onda com potencial para recorde do mundo?

    VS - Em 2021, já havia apanhado uma onda grande na remada. Esta até acabou por concorrer aos WSL Big Wave Awards. Todos questionavam-me pelo tamanho dessa onda, mas não sabia o que responder. Esta temporada ao ver as imagens espetaculares e perceber que havia surfado a maior onda da minha vida, antes que os jornalistas e amigos perguntassem qual o tamanho, resolvi entrar em contato com um cientista. Fui recomendado a conversar com o oceonógrafo, PhD em engenharia costeira e especialista em mecânica das ondas, Dr. Douglas Nemes. Este fez um estudo de caso e obteve a incrível marca dos 97 pés, quase 30 metros.

    BC - Desde que tornas-te big rider, tens como objetivo bater o recorde mundial da maior onda surfada? 

    VS - Sou um surfista de alma e cheguei até aqui pelo amor que tenho ao desporto. Caso tenha a felicidade de bater o recorde, no meio de tantas ondas boas, com certeza que seria um grande feito. Porém, quero evoluir muito no surf e desfrutar das ondas. Esse é o meu objetivo enquanto big rider. Escolhi a vida de surfista de ondas grandes pelo prazer. Desço as ondas simplesmente por satisfação.

    BC - Nas últimas temporadas, tens sido presença habitual na Nazaré. O que significa esta onda para ti?

    VS - A Nazaré é o local onde consegui extrair todo o meu potencial como waterman. Foi o nível seguinte. Trabalhei alguns anos como nadador-salvador no Brasil e fiz cinco temporadas no North Shore da ilha havaiana de Oahu. Tudo para conseguir atingir um nível mais alto em termos de surf e ter a oportunidade de surfar as maiores ondas do planeta. Na Nazaré, apanhei a melhor onda da minha vida e agora também a maior. A minha vida transformou-se desde que cheguei a esta vila. Parece que o meu surf encaixa perfeitamente nesta onda e em todo o ambiente à volta. Sou muito bem tratado pelos locais. O surf é a minha vida. A Nazaré permite-me que possa ser um melhor surfista e por consequência uma melhor pessoa. 

    BC - Até ao momento, nunca tiveste a oportunidade de participar no campeonato de tow-in que ali se realiza. Esse é também um objetivo? 

    VS - Com certeza, caso um dia venha a ser convidado, estarei pronto.

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • Surf
  • swell
  • praia do norte
  • Canhão da Nazaré
  • nazaré
  • Portugal
  • Inverno
  • Temporada 2021/2022
  • Temporada
  • Recorde
  • Recorde Mundial
  • Vinícius dos Santos
  • Tow-in
  • Fotografia
    Leo Domingos
  • Fonte
    Alexandre Melo
similar News
similar
agosto 12
Vasco Ribeiro anuncia pausa na carreira
agosto 12
Banhos voltam a ser autorizados na Praia da Batata em Lagos
agosto 10
Buondi anuncia os vencedores das 7 cadeiras anfíbias Turtle
agosto 10
Dois animais marinhos devolvidos ao habitat natural ao largo de Aveiro
agosto 10
Água da Praia de Vila Praia de Âncora está imprópria para banhos
agosto 11
Estão proibidos os banhos na Praia da Batata em Lagos
agosto 11
Inscrições abertas para as últimas turmas do ano do curso de Treinadores de Surfing Grau I da ASI Portugal