Homepage

  • Tony Laureano vence primeira edição de campeonato de ondas grandes na Galiza
    19 fevereiro 2022
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Pedro Gomez Photography/Coruña Big Waves
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • João de Macedo foi o outro português em prova.
  • Este sábado foi dia de estreias na Galiza. Com apenas 19 anos, o jovem big rider português Tony Laureano conquistou o primeiro triunfo numa prometedora carreira no Mundo das Ondas Grandes. E fê-lo na edição inaugural do Coruña Big Waves, um evento que decorreu na onda de O Portiño, que contou com vários big riders internacionais e espanhóis e que foi idealizado pelo nosso bem conhecido Eric Rebiere.

    Centenas de pessoas assistiram in loco a este novo evento, que foi anunciado no ano passado, mas que devido à pandemia e à falta de condições ideias acabou por ver a primeira edição cancelada. Contudo, em 2022 Neptuno acabou por ajudar a que tudo estivesse reunido para o Coruña Big Waves ir finalmente para a água.

    Em prova, além de Tony Laureano, esteve ainda o português João de Macedo, pioneiro do surf de ondas grandes no nosso país e grande mentor de Tony. O norte-americano Nic Lamb, o brasileiro Ian Cozensa e o franco-brasileiro Eric Rebiere, que ajudou a explorar esta onda e a idealizar o evento, foram outros dos nomes sonantes em prova. Todos eles com provas dadas nas ondas gigantes da Nazaré.

    Ao todo competiram também 13 surfistas espanhóis, que, além do triunfo no evento, lutaram pelo título de campeão espanhol, uma peculiaridade do surf no país vizinho. Nesta luta particular o grande vencedor acabou por ser o surfista cantábrio Juan Díaz-Terán, que sucedeu a Juan Fernández, surfista da casa.

    Num dia marcado por alguma emoção, com vários wipeouts, pranchas partidas e resgates emocionantes, a prova foi avançando até se chegar à grande final. Além de Tony Laureano, os outros surfistas do heat decisivo foram os espanhóis Juan Díaz-Terán, Kosme Fernández e Xabier López, o brasileiro Ian Cozensa e ainda o australiano Clint Kimmins.

    Com a melhor onda de cada surfista a valer pontos a dobrar, tal como acontece na maioria dos eventos de ondas grandes, Tony adiantou-se rapidamente na final, somando um score de 13,21 pontos que lhe garantiria o triunfo, com a melhor onda a ser pontuada com 5,07 pontos. Díaz-Terán alcançou o 2.º posto e, por isso, o título de Espanha, enquanto Xabier López completou o pódio.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • tony laureano
  • ondas grandes
  • Coruña Big Waves
  • Fotografia
    Pedro Gomez Photography/Coruña Big Waves
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
novembro 30
Chuva não fica para o feriado: sol vai brilhar
novembro 29
Governo australiano é contra a inclusão da Grande Barreira de Coral na lista de Património Mundial em perigo
novembro 29
38 anos depois, acordou o maior vulcão ativo do mundo
novembro 29
Agitação marítima volta esta quarta-feira com sete distritos sob aviso amarelo
novembro 28
Ondas até 5 metros deixam oito distritos sob aviso amarelo
novembro 28
João Dantas e Frederico Carrilho são campeões nacionais de longboard
novembro 28
Joana Schenker deu palestra sobre o oceano em escola de Faro