Homepage

  • Surf Clube de Viana planta mais de 50 árvores na Mata Nacional do Bussaco
    28 fevereiro 2022
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Surf Clube de Viana
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Entre diversos objetivos, esta atividade mitigou o impacto da pegada de carbono das viagens e estadias do 2º exchange meeting do projeto Sustainability and Environmental Education in Outdoor Sports.
  • Recentemente, o Surf Clube de Viana (SCV) e a Associação Plantar Uma Árvore organizaram a plantação de árvores e de plantas autóctones no Pinhal do Marquês, na Mata Nacional do Bussaco.

    O principal objetivo desta atividade, que também controlou as espécies invasoras e promoveu a conservação da floresta nativa, a sustentabilidade e a biodiversidade, foi o de mitigar o impacto da pegada de carbono das viagens e estadias do 2º exchange meeting do projeto Sustainability and Environmental Education in Outdoor Sports (SEE), financiado pelo Programa Erasmus+ Sport, e que o SCV organizou em Viana do Castelo, entre 8 e 11 de novembro último. A pegada de carbono deste evento foi estimada em aproximadamente 13 toneladas de CO2.

    Foram plantadas mais de 50 árvores (medronheiros, azevinhos, pinheiros-mansos, carvalhos-alvarinhos, sobreiros, abetos e píceas) e plantas autóctones no Pinhal do Marquês, na Mata Nacional do Bussaco.

    Antes desta ação de reflorestação, procedeu-se à manutenção da mata através da remoção de ramos e troncos caídos em consequência, sobretudo, das tempestades dos últimos anos.

    Esta atividade, de controlo das espécies invasoras e de promoção da regeneração natural com plantações para salvaguarda de uma das florestas relíquia da Europa, contou com a participação de dirigentes, treinadores e voluntários do SCV e ainda com duas convidadas da 1ª Companhia de Viana das Guias de Portugal.

    Para Gil Matos, coordenador da Associação Plantar Uma Árvore, para além da “regeneração da área ecologicamente degradada”, a "participação de voluntários de diversas nacionalidades potenciou o team building, a partilha de experiências e de valores”.

    Segundo o coordenador, quantas mais entidades seguirem o exemplo do SCV, realizando iniciativas de compensação pela emissão de CO2 dos eventos que organizam, melhor, pois estarão a contribuir para a conservação da floresta nativa portuguesa e para a sua biodiversidade.

    Já João Zamith, presidente do SCV, considera que esta foi uma oportunidade para, “além de semear sustentabilidade ativamente no terreno, reforçar o sentido de comunidade no clube.”

    Nesta iniciativa, também participaram os espanhóis Bárbara López Piqueres e Javier Lafuente Vicente, voluntários europeus, acolhidos pelo SCV, na concretização do projeto de 2021/2022, Health Through Surf, recentemente aprovado pela Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação, para o programa Corpo Europeu de Solidariedade da Comissão Europeia.

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • Surf
  • Surf Clube de Viana
  • Mata Nacional do Bussaco
  • Ecossistema
  • Natureza
  • Sustentabilidade
  • Fotografia
    Surf Clube de Viana
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
outubro 04
Costa Nova coroou campeões de Kneeboard e Masters de Bodyboard
outubro 03
Portugal arrecada 30 prémios nos Oscares Europeus dos Turismo
outubro 03
Curso de Treinadores de Surf Grau I de regresso ao Dr. Bernard Surf Center
outubro 03
Joel Rodrigues e Filipa Broeiro vice-campeões europeu de bodyboard
outubro 03
Surf Clube de Viana em destaque no Euro’Meet 2022 na Dinamarca
outubro 03
Francisco Santos sagra-se campeão nacional Sub-12
outubro 03
Rodrigo Carrajola sagra-se tricampeão nacional de bodysurf