Homepage

  • Fotografia
    WSL/
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O brasileiro Lucas Chumbo voltou a dominar a cena no Canhão.
  • Na passada quinta-feira, a Nazaré foi mais uma vez o centro das atenções em termos mundiais no que toca ao surf de ondas grandes. A Praia do Norte recebeu a terceira edição do Nazaré Tow Surfing Challenge, a segunda em sensivelmente dois meses, desta vez referente à temporada de 2021/2022.

    Os melhores big riders do mundo voltaram ao Canhão e o espetáculo foi grandioso num dia em que também não faltaram alguns momentos de tensão, mas que felizmente terminaram sem consequências graves. Em termos competitivos, o brasileiro Lucas Chumbo voltou a dominar a cena.

    Como sempre, a Nazaré não desiludiu e proporcionou um dia inesquecível. Os melhores momentos estão todos reunidos neste vídeo produzido pela World Surf League.

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

     

Tags
  • praia
  • mar
  • Surf
  • WSL
  • World Surf League
  • Competição
  • nazaré
  • Canhão da Nazaré
  • Nazaré Tow Surfing Challenge
  • praia do norte
  • Tow-in
  • Fotografia
    WSL/
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
dezembro 06
Portugal com estreia positiva no Mundial de Para-surfing
dezembro 05
Frederico Morais para Teresa Bonvalot: 'Tens de estar é orgulhosa da atleta que foste este ano'
dezembro 05
Distritos de Faro e Beja com aviso laranja devido à chuva forte
dezembro 05
492 vidas já foram salvas pela Marinha desde o início do ano
dezembro 05
Mau tempo deixa todo o arquipélago dos Açores sob aviso amarelo
dezembro 05
Mundial ISA de Surf Adaptado já está na água: como ver a Seleção Nacional?
dezembro 05
Já não chega proteger a biodiversidade: restaurar é o caminho