Homepage

  • Parque das Gerações vive dias agitados e de preocupação quanto ao futuro
    18 janeiro 2022
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Facebook Parque das Gerações
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O início de 2022 não foi nada calmo no espaço localizado em São João do Estoril, no concelho de Cascais.
  • Inaugurado já vai para nove anos, depois de ter sido um projeto vencedor do Orçamento Participativo em 2013 com 832 votos dos munícipes o que permitiu aceder a 300 mil euros, o Parque das Gerações (PDG) é um espaço icónico no que toca aos parques de skate que estão espalhados por esta Europa fora.

    Com localização em São João do Estoril, no concelho de Cascais, esta é uma infraestrutura muito requisitada diariamente. Como o próprio nome indica, este é um ponto de encontro entre diferentes gerações. Trata-se de um espaço de cidadania, alegria, convívio, aprendizagem, diversão e competição, pois ali já tiveram lugar diversas provas de skate não só a nível nacional, mas também de cariz internacional.

    "Estou envolvido com o Parque das Gerações desde o dia -1. É uma cena incrível. Tem um potencial enorme e pode ser uma referência a nível mundial. Um verdadeiro case-study. Com todas as dificuldades, a comunidade sempre tratou, sempre se uniu e sempre fez acontecer", começa por contar Bernard Aragão, que em conjunto com o seu irmão gémeo detém a Pop Skate Shop, loja que se encontra situada dentro do espaço.

    Porém, o início de 2022 tem sido tudo menos calmo para os lados do PDG. No passado dia 8 de janeiro, o espaço acordou com diversas mensagens de protesto pintadas a preto e branco, algumas delas escritas nas próprias rampas. As mensagens enunciam: "Make Ramps, Not Roads", "Onde está o OP?", "PDG é a nossa casa", "Querem destruir o PDG!", entre outras palavras de ordem. A acompanhar cartazes colocados no gradeamento do Parque, que vincam o descontentamento. 

    Com o intuito de suprimir a única passagem de nível que ainda subsiste na linha férrea no concelho de Cascais, que situa-se em São João do Estoril, o Plano Diretor Municipal (PDM) de Cascais contempla a construção de um túnel de ligação à EN6, vulgo Estada Marginal, que fará a ligação do lado mar ao lado terra. Uma ligação subterrânea (Via Circular Nascente a São João) prevista há muito e que não teria impacto no Parque das Gerações.

    Contudo, uma outra proposta de conceção desta Via está por estes dias em cima da mesa através do processo de revisão do PDM. Situação que despoletou toda esta contestação e preocupação latente quanto ao futuro da zona onde atualmente está localizado o PDG.

    Tudo começou no passado dia 3 de janeiro, momento em que o Parque das Gerações recebeu a visita de um técnico. "Encontrámos o indivíduo a fazer um levantamento tipográfico. Falámos com ele e inocentemente disse-nos que estava a fazer aquele trabalho porque vai passar ali uma estrada", explica Bernard em conversa com o MEO Beachcam.

    Deparados com esta situação, foi então que após uma rápida olhada ao PDM tomou-se conhecimento da proposta de alteração do documento, o que suscitou desde logo um pedido de reunião com caráter de urgência à Câmara Municipal de Cascais.

    A alteração passa pela construção de uma passagem inferior sob a linha do comboio, que prevê atravessar o parque, colocando assim em causa a infraestrutura e lojas ali incorporadas, como a cafetaria e a skate shop.

    "Houve uma alteração substancial ao traçado da via. Foi abandonado o traçado original, que ligava a rotunda norte à Escola Secundária de São João do Estoril, sendo substituído por um mais curto, partindo do mesmo local na Estrada Marginal e ligando à Rua Egas Moniz", pode ler-se no documento, cuja alteração 308 pode ser consultada AQUI.

    "Na revisão do PDM, não fazem menção nenhuma ao PDG. Apresentam uma obra que é semelhante aquela que existe em São Pedro do Estoril", conta Bernard.

    O Plano Diretor Municipal de Cascais, que está em processo de alteração para adequação ao novo Regime Jurídico dos Instrumentos de Gestão Territorial, encontra-se em fase de consulta e participação pública. O período de discussão pública começou no passado dia 23 de dezembro e foi prorrogado de 2 para 28 de fevereiro devido à atual situação pandémica, informou a Câmara Municipal de Cascais no seu sítio oficial de internet.

    Perante a situação colocada, Bernard Aragão revela que a comunidade que habitualmente frequenta o Parque está "incrédula". "É muito triste e demasiado mau para ser verdade. No entanto, as pessoas quando se apercebem do que está a acontecer, dizem: todos unidos vamos parar isto", assegura. 

    Este sentimento de descontentamento com o que está em cima da mesa, já chegou também ao atleta olímpico Gustavo Ribeiro, ele que em termos do skate é um produto concebido no PDG. Ali, passou dias a fio a aprimorar toda a sua técnica com uma tábua debaixo dos pés, que permitiu chegar aos palcos mais grandiosos da modalidade.

    "O Gustavo é um grande amigo. Cresceu no Parque das Gerações. Quando liguei a contar o sucedido, chorámos os dois juntos ao telefone. Como está a viver nos Estados Unidos da América, queria regressar imediatamente a Portugal e juntar-se a esta luta. Disse para ficar tranquilo, pois esta é uma longa batalha", sublinha Bernard Aragão.

    Enquanto são discutidos estes planos, para trás está uma outra vitória do Parque das Gerações no Orçamento Participativo, no caso em 2017, com mais de 5600 votos, mas que ainda não foi efetivada para insatisfação daqueles que diariamente usufruem da infraestrutura. 

    "O Parque tem aprovada a requalificação e expansão. Expansão essa que engloba a construção de um flow bowl, que é uma das vertentes do skate olímpico. Em Portugal, não temos nenhuma estrutura desta envergadura. Queríamos este flow bowl para continuarmos a crescer e ter mais skaters a representar Portugal além-fronteiras", conta Bernard. 

    Do lado da Câmara Municipal de Cascais, face à escalada de ruído em torno de toda esta temática, o vereador Nuno Piteira Lopes escreveu, no passado dia 12 janeiro, as seguintes palavras na sua página oficial na rede social Facebook:

    "O Parque das Gerações é um património de todos e continuará disponível para todos, inclusive para aqueles que o “decoram” com mentiras", pode ler-se no texto que é acompanhado de um vídeo onde é mencionado que o novo plano passa igualmente pela construção de um túnel e que avançarão as obras de requalificação e melhoria do parque, uma vez ultrapassadas as exigências legais em termos de projeto.

    Já em abril do ano passado, o presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, havia dito no espaço 'Democracia Digital', transmitido no canal de YouTube da autarquia, que o futuro do PDG não estava em risco.

    "Digo com todas as letras, é falso. Ninguém vai acabar com o Parque das Gerações. O que vai ser feito, para fazer a ligação da Marginal, do lado de mar ao lado de terra, é um túnel que passa por baixo do Parque das Gerações. À superfície, ficará exatamente na mesma. Aliás, ficará melhor, porque vamos fazer uma intervenção para o melhorar ainda mais", garantiu o autarca.

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Parque das Gerações
  • Portugal
  • São João do Estoril
  • Câmara Municipal de Cascais
  • Fotografia
    Facebook Parque das Gerações
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
maio 20
3ª edição do projeto 'Surf & Rescue' começou com visita inédita a Sesimbra
maio 20
Começa em junho o 2º curso de Nadador-Salvador Profissional para estudantes do concelho de Faro
maio 20
Nuvem de poeira com 'valores muito altos' na atmosfera atinge a Península Ibérica no fim de semana
maio 19
Vamos todos ajudar o Zion Brocchi!
maio 19
Campanhas de Arte Xávega autuadas na Praia da Vieira de Leiria
maio 19
Anémonas verdes têm vindo a dar à costa na Praia de Carcavelos
maio 19
Fim de semana chega com temperaturas de 38ºC e o regresso das poeiras do Norte de África