Homepage

  • Tony Laureano: 'Adoraria que a WSL ainda tivesse o campeonato de remada na Nazaré'
    15 dezembro 2021
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    DR/António Laureano
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Apesar de ser especialista na remada, o surfista de 19 anos não escondeu alguma desilusão por ter ficado de fora dos eleitos para a segunda edição do Nazaré Tow Surfing Challenge.
  • Na segunda edição do Nazaré Tow Surfing Challenge, que foi realizada na passada segunda-feira, estiveram presentes 18 surfistas divididos por nove equipas. Dentro deste lote de atletas, constaram três big riders portugueses. Foram eles Nic von Rupp, António Silva e João de Macedo, estes últimos dois deram corpo a uma equipa 100% lusa. 

    De fora desta turma que enfrentou as bombas do Canhão da Nazaré, ficou António Laureano. O jovem valor do surf de ondas grandes português não vestiu a licra de competição, mas nem por isso deixou de visitar a Praia do Norte e atrair as atenções do público local, sobretudo junto dos mais jovens, a quem Tony distribuiu autógrafos. 

    No meio destas solicitações, o surfista de 19 anos esteve um pouco à conversa com o MEO Beachcam, não escondendo desde logo alguma desilusão por não estar dentro da arena, junto dos melhores big riders do planeta Terra. Laureano contou que "esperava competir no campeonato deste ano". E explica porquê: "Com a performance que tenho vindo a apresentar nos últimos anos, tudo indicava que ia estar dentro da lista de atletas. Porém, também não sei qual foi o critério utilizado para definir os surfistas que estiveram em prova".

    Especialista na remada, Tony Laureano lamenta que na atualidade já não seja realizada a prova dessa vertente na Nazaré. "Adoraria que a World Surf League (WSL) ainda tivesse o campeonato de remada na Nazaré. Também gosto de fazer tow-in, mas o que mais aprecio é remar. Ficaria mais contente ao fazer parte de um campeonato deste género do que de tow-in".

    Segundo o próprio, esta paixão pelo paddle advém sobretudo da "adrenalina" que lhe corre nas veias quando faz essa especialidade em comparação com o tow-in. "A adrenalina na remada é mil vezes maior do que aquela que é verificada no tow-in", explica-nos o jovem atleta.

    Quanto ao futuro, a resposta é simples e determinada. "Estar presente na Nazaré em todas as ondulações gigantes e conseguir viajar à volta do mundo para surfar ondas grandes. É isso que procuro para a minha carreira."

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • Portugal
  • Canhão da Nazaré
  • nazaré
  • Remada
  • Paddle
  • Tow-in
  • praia do norte
  • tony laureano
  • António Laureano
  • Fotografia
    DR/António Laureano
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
fevereiro 06
Gustavo Ribeiro é vice-campeão do mundo de skate
fevereiro 01
Surf nacional lamenta perda de Pedro Lacerda
fevereiro 03
Lucas Fink, de Ipanema para as ondas grandes da Nazaré com a prancha de skimboard: 'Se o teu sonho não te dá medo, não estás a sonhar alto'
fevereiro 03
Sol e temperaturas acima dos 20ºC no primeiro fim de semana de fevereiro
fevereiro 03
Está a chegar o Circuito Regional de Surf do Sul 2023!
fevereiro 02
Tempo frio ainda deixa três distritos sob aviso amarelo
fevereiro 02
Praia da Empa coroou vencedores do Science Ericeira 2022