Homepage

  • Momentos do ano: Vasco Ribeiro e Kika Veselko mandaram numa Liga MEO Surf para a história
    22 dezembro 2021
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    ANS/Pedro Mestre
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Entre os meses de abril e setembro foram celebradas cinco etapas. Da Ericeira a Peniche, passando pela Figueira da Foz, Porto e Sintra, não faltou emoção e muito surf de qualidade por parte dos melhores surfistas nacionais.
  • Se em termos internacionais a temporada de 2021 foi muito intensa em vários domínios, o mesmo sucedeu por cá na nossa Liga MEO Surf, a competição que anualmente define os títulos máximos do surf nacional. 

    Entre os meses de abril e setembro foram celebradas cinco etapas, num ano que ficou marcado pelo regresso dos melhores surfistas nacionais a Peniche, oito ano depois da última visita aquele local, e pelo facto das duas primeiras etapas da temporada (Ericeira e Figueira da Foz) terem sido realizadas em plena vigência do estado do emergência por causa da pandemia do novo coronavírus.

    À semelhança do que já tinha acontecido em 2020, onde a Liga MEO Surf foi a primeira competição de surf em termos mundiais a ir para a água após o rebentar da pandemia à escala global, a Associação Nacional de Surfistas mostrou mais uma vez toda a sua superior capacidade organizativa, num contexto extremamente delicado em termos de saúde pública.

    A equipa liderada por Francisco Simões Rodrigues colocou de pé toda uma máquina que cumpriu com sucesso a sua missão. Prova disso é o facto de que pelo segundo ano consecutivo não foi detetada nenhum caso de coronavírus entre surfistas, staff e demais elementos ligados à estrutura da competição.

    Em termos competitivos, este foi um ano muito rico. Desde logo pela elevada qualidade das ondas que algumas etapas proporcionaram. Quem não se recorda daquela sexta-feira em Supertubos, que proporcionou um festival tubular, mas também o épico fim de semana vivido em Gala, na Praia do Cabedelo. Que ondas desafiantes brindaram os melhores surfistas nacionais! 

    No que toca às etapas realizadas, tivemos três vencedores diferentes no setor masculino (Vasco Ribeiro, Halley Batista e Afonso Antunes), enquanto entre as senhoras uma mão cheia de vencedoras distintas arrecadou as cinco etapas realizadas: Carolina Mendes, Yolanda Hopkins, Teresa Bonvalot, Carina Duarte e Francisca Veselko. Maior imprevisibilidade era impossível! Ainda no capítulo feminino, o ano de 2021 foi marcado pelo regresso a tempo inteiro à Liga de Carina Duarte (campeã em 2013), mas também pelo despontar em força da nova vaga através de nomes como Kika Veselko, Mafalda Lopes, Gabriela Dinis, Camila Cardoso, Charlotte van Berkum, entre outras. 

    Num ano com muito para contar, Vasco Ribeiro e Francisca Veselko sagraram-se campeões nacionais de surf Open. Dois títulos recheados de muito simbolismo para estes dois surfistas, que também asseguraram a vitória no já histórico Allianz Triple Crown, o mais importante troféu lateral da Liga MEO Surf.

    Vasco, que sucedeu a Frederico Morais como campeão, alcançou o quinto título nacional Open da carreira, tendo estabelecido um novo recorde absoluto. O surfista da Praia da Poça conseguiu finalmente desempatar com Ruben Gonzalez no topo da lista de surfistas mais laureados em termos Open. Vasco Ribeiro festejou esta saborosa conquista de forma antecipada, mais concretamente na penúltima etapa da época, em Sintra.

    Este foi um dos grandes 'highlights' da temporada de Vasco e que premiou a sua excecional forma, plasmada na água com o seu surf power. Nas quatro etapas em que esteve presente, o surfista de 27 anos venceu duas (Figueira da Foz e Porto), foi finalista vencido na outra (Sintra) e em Ribeira d'Ilhas alcançou as meias-finais. Não competiu em Peniche por já estar em trânsito para a Challenger Series.

    Tal como Vasco Ribeiro, também Francisca Veselko festejou por antecipação o seu primeiro título nacional Open da carreira, sucedendo a Teresa Bonvalot no topo da hierarquia do surf português feminino. Poucos dias antes do arranque do Bom Petisco Peniche Pro, a última etapa da época, a surfista de 18 anos proclamou-se campeã nacional em virtude da sua rival, Carolina Mendes, não ter marcado presença em Supertubos por causa da participação na Challenger Series.

    Vencedora na Capital da Onda, naquela que foi a sua primeira vitória na Liga MEO Surf, Kika construiu o título nacional através de uma extraordinária regularidade desde a primeira hora. Nas cinco etapas disputadas, Francisca foi por três vezes finalista vencida (Ericeira, Figueira e Sintra), tendo sido semifinalista no Porto. A tudo isto juntou-se o já mencionado triunfo nos Super e também contribuiu para esta histórica gesta o segundo lugar alcançado na Miss Costa Nova Cup, evento especial realizado à margem da Liga MEO, mas que conta igualmente para o ranking nacional feminino.

    Este foi um ano memorável para Kika, uma vez que foi considerada a surfista júnior da Liga MEO pelo segundo ano consecutivo ao mesmo tempo que emulou um feito de Teresa Bonvalot. Isto porque desde 2014 que nenhuma surfista conseguia sagrar-se campeã nacional de surf nas categorias Open e Júnior no mesmo ano. Francisca Veselko consegui-o em grande estilo nas ondas da Praia da Arda, em Viana do Castelo.

    A temporada de 2021 da Liga MEO Surf premiou ainda o vice-campeão nacional Afonso Antunes como o melhor júnior, também aqui pelo segundo ano consecutivo, enquanto Joaquim Chaves foi o surfista que registou a maior evolução do ano. Nota ainda para o facto do Bom Petisco Peniche Pro ter sido eleito o melhor evento da temporada pelos surfistas. Os mesmos surfistas que elegeram Halley Batista e Mafalda Lopes para vencedores do troféu Surfers’ Surfer. Tudo distinções que foram feitas na 12ª edição do Portugal Surf Awards. A noite de gala que premiou os melhores surfistas portugueses durante o ano. Fechado 2021, que venha 2022! 

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • Surf
  • Competição
  • liga meo surf
  • Vasco Ribeiro
  • Kika Veselko
  • ANS
  • Associação Nacional de Surfistas
  • meo
  • Fotografia
    ANS/Pedro Mestre
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
setembro 26
Guilherme Fonseca: 'Cheguei a este Mundial ISA com bastante ritmo'
setembro 26
O Mundial ISA de Yolanda Hopkins: 'Acho que tive uma boa performance'
setembro 26
João Aranha: 'O quarto lugar no Mundial ISA 2022 soube-nos a pouco'
setembro 26
Circuito de Bodyboard 2022 - Restaurante O Sacas encerrou na Praia de Odeceixe
setembro 26
Quase 600 mergulhadores juntaram-se em Sesimbra e bateram recorde mundial do Guinness
setembro 26
Nova geração deu espetáculo na 2ª etapa do ASCC Super Groms 2022
setembro 26
Finalíssima do Nacional de Surf Esperanças Sub-12 2022 realiza-se no Norte