Homepage

  • Filme 'SOMA' disponível para visualização online
    17 dezembro 2021
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O pequeno filme documenta o empenho desta ONG em criar um futuro melhor para as raparigas em África.
  • A partir deste domingo, dia 19 de dezembro, a curta-metragem 'SOMA poderá ser visualizada online através da página oficial da organização não-governamental SOMA Surf na rede social Instagram.

    Com a duração de cerca de seis minutos, o trabalho do cineasta Eduardo Vento retrata o primeiro momento da jornada desta ONG, onde cerca de 30 raparigas surfaram pela primeira vez na história de São Tomé e Príncipe. 

    Esta curta fez a sua estreia no espaço da Moche, apoiada pela Buondi, tendo passado por alguns festivais de cinema nacionais, tais como o SAL (Surf at Lisbon), o Portuguese Surf Film Festival, na Ericeira, bem como outros eventos nacionais. 

    Em comunicado oficial, Francisca Sequeira, fundadora da SOMA ('Surfistas Orgulhosas na Mulher de África'), afirma que a "progressão destas raparigas no surf tem sido algo natural mas, acima de tudo, a evolução foi notória no desenvolvimento pessoal de cada uma em termos de ambições, da própria autoestima e ainda nas inter-relações familiares e sociais. É sempre difícil avaliar emoções e estados de espírito, mas a verdade é que passámos de ter um grupo de raparigas receosas, desconfiadas e na sua maioria com Transtorno de Stress Pós-Traumático, para um grupo de raparigas que cada vez mais reconhece o seu valor, os seus direitos e a sua vontade própria. Tudo isto é fruto de um trabalho muito grande da equipa de voluntários que aplicam este modelo de surf therapy, que foi desenhado e adaptado à realidade da mulher são-tomense e que complementa o surf com sessões de psicoeducação, empoderamento feminino e orientação vocacional.”

    Da sinopse do filme, Francisca conta que o "cineasta Eduardo Vento dá-nos um vislumbre do que é ser uma mulher na ilha de São Tomé e Príncipe. Um lugar remoto na terra, abençoado com abundância, natureza pura e ondas épicas, mas atormentado por uma grande desigualdade. A terapia moderna do surf é a surpreendente reviravolta, acabando por ser a via para derrubar barreiras e fortalecer raparigas e comunidades. Com a presença especial da surfista de ondas grandes Joana Andrade, o filme revela o dia em que este país viu um grupo de raparigas locais a surfar, pela primeira vez na sua história!”

    Recorde-se que a SOMA é uma organização não-governamental que visa, através do surf, empoderar as mulheres e combater a desigualdade de género, bem como a gravidez precoce em países africanos.

    É através deste projeto que cada vez mais raparigas (por agora apenas são-tomenses), estão a aprender a surfar, a cuidar da sua saúde mental e a ganhar ferramentas para a vida. Este é o quarto projeto no mundo e o segundo em África a desenvolver um programa de surf terapia exclusivamente feminino.



     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • Surf
  • são tomé e príncipe
  • SOMA
  • Filme
  • ONG
  • África
  • Portugal
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
maio 20
3ª edição do projeto 'Surf & Rescue' começou com visita inédita a Sesimbra
maio 20
Começa em junho o 2º curso de Nadador-Salvador Profissional para estudantes do concelho de Faro
maio 20
Nuvem de poeira com 'valores muito altos' na atmosfera atinge a Península Ibérica no fim de semana
maio 19
Vamos todos ajudar o Zion Brocchi!
maio 19
Campanhas de Arte Xávega autuadas na Praia da Vieira de Leiria
maio 19
Anémonas verdes têm vindo a dar à costa na Praia de Carcavelos
maio 19
Fim de semana chega com temperaturas de 38ºC e o regresso das poeiras do Norte de África