Homepage

  • Surfistas femininas insurgiram-se no Bom Petisco Peniche Pro
    20 setembro 2021
    arrow
    arrow
  • Esta tomada de posição por parte das surfistas foi o culminar de um sentimento de insatisfação que havia surgido nos dias anteriores da prova realizada em Supertubos.
  • A temporada de 2021 da Liga MEO Surf terminou na semana passada com a realização do Bom Petisco Peniche Pro, competição do qual saíram vencedores Afonso Antunes e Francisca Veselko, a nova campeã nacional de surf feminino.

    Este foi o regresso da competição máxima do surf nacional à Capital da Onda, oito anos depois da última visita a esta latitude. Durante três dias, a mundialista Praia de Supertubos foi palco de um evento emotivo, recheado de bom surf e de momentos quentes, quer dentro ou fora de água. Em terra, o momento que acabou por gerar maior frisson aconteceu no terceiro e último dia de prova. 

    Depois de várias chamadas, a prova apenas foi retomada ao início da tarde, pois a ondulação prevista tardava em chegar. Dada a luz verde, o programa do dia das finais começou com a realização da terceira ronda referente ao setor masculino. Seguia-se a realização das meias-finais a quatro do feminino.

    No entanto, após a conclusão da ronda 3 dos homens, a prova penichense acabou por entrar em novo período de espera. Tudo porque as surfistas que iriam entrar em ação (Carina Duarte, Mafalda Lopes, Gabriela Dinis e Carolina Santos) intercederam junto da organização do campeonato afirmando que não estavam reunidas as condições para dar início ao heat, numa fase na qual a maré encontrava-se cheia e a ondulação estava a rebentar muito em cima da areia. 

    Encetado o diálogo entre a organização do campeonato e as surfistas, chegou-se a um consenso e foi tomada a decisão de aguardar um pouco mais e retomar a prova às 15h00, o que veio a acontecer. Avançou-se com os quartos-de-final man-on-man para os homens - era a prova que estava mais atrasada - e depois então foram para a água as meias-finais do setor feminino, com quatro surfistas por heat. Pelo caminho, ficaram as meias-finais woman-on-woman.

    Esta tomada de posição por parte das surfistas foi o culminar de um sentimento de insatisfação que havia surgido nos dias anteriores. Uma situação despoletada pelo facto das melhores surfistas nacionais terem apenas entrado em cena no segundo dia de competição, que foi dedicado em exclusivo ao setor feminino

    Jornada na qual a ondulação caiu em relação à véspera, apenas houve campeonato durante a manhã, o que motivou críticas nas redes sociais por parte das atletas, pois estas também pretendiam ter surfado no primeiro dia de prova em Supertubos.

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • Surf
  • Competição
  • liga meo surf
  • meo
  • FPS
  • Federação Portuguesa de Surf
  • ANS
  • Associação Nacional de Surfistas
  • Portugal
  • Peniche
  • Câmara Municipal de Peniche
  • Supertubos
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANSurfistas
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
outubro 19
Joel Rodrigues, o bodyboarder português que enfrenta o Frontón em busca do título mundial júnior
outubro 19
Embarcação fica com leme destruído após interação com orcas a sul de Troia
outubro 19
Seleção Nacional de Surf Adaptado prepara Mundial com dois estágios
outubro 19
Praia do Cabo do Mundo apadrinhou estreia da Matosinhos Surf School Cup
outubro 19
Título nacional de Surf Esperanças Sub-18 discute-se em Ribeira d'Ilhas
outubro 18
Praia da Arriba coroou os campeões nacionais de skimboard de 2021
outubro 18
Os números do evento principal do Ericeira WSR+10