Homepage

  • Ricardo Rosmaninho já está na ronda 6 do Sintra Portugal Pro 2021
    09 setembro 2021
    arrow
    arrow
  • No dropknee é certo que teremos um campeão mundial originário do Havai.
  • Esta quinta-feira completou-se o terceiro dia de competição da 25ª edição do Sintra Portugal Pro, uma das mais emblemáticas provas de bodyboard do mundo e que anualmente integra o circuito mundial da modalidade. 

    Nesta jornada na Praia Grande, Ricardo Rosmaninho foi o grande destaque português na prova Open masculina de bodyboard. O atleta da Póvoa de Varzim venceu a sua bateria da quarta ronda (não-eliminatória) e com isso apurou-se diretamente para a sexta ronda do campeonato sintrense, sendo o único bodyboarder luso a conseguir tal feito.

    Rosmaninho bateu o havaiano Sammy Morretino, o francês Fabien Thazar e o espanhol Ilias Ousmouh. Já os restantes bodyboarders portugueses, Daniel Fonseca, Joel Rodrigues, Miguel Ferreira e Rodrigo Lopes terão de passar pela repescagem para continuarem em prova.

    Igual feito ao de Ricardo Rosmaninho conseguiu o francês radicado em Portugal, Pierre-Louis Costes, assim como Tristan Roberts, a atual campeão mundial, o brasileiro Gabriel Braga, o havaiano Dave Hubbard, os marroquinos Anas Haddar e Brahim Iddouch e ainda o costa-riquenho Yazdanny Castro.

    No final do dia, Ricardo Rosmaninho, que conta no currículo com dois nonos lugares no Sintra Pro (2014 e 2015), congratulou-se pela prestação e foi projetando aspirações:

    “Sinto-me muito confortável em Sintra e tenho uma boa ligação a este Mundial e ao ambiente que se vive aqui. No Nacional, por exemplo, sinto-me mais obrigado a ganhar, enquanto aqui não sinto essa pressão. Queria, primeiro, chegar à ronda não-eliminatória, pelo que já estou a lucrar. Quero chegar o mais longe possível, melhorar os nonos lugares do passado e o resto...logo se vê.”

    Já o duas vezes campeão do mundo Pierre-Louis Costes confessou estar com "muitas saudades de competir", tendo ficado "muito contente de rever a malta do circuito internacional, mas até um bocadinho nervoso por estar sem competir há tanto tempo, mas todos sentimos isso. Agora, já me sinto mais leve. Essencialmente, é bom ver tudo voltar ao normal. Parece que a partir de setembro vamos ter duas provas mundiais mais o Nacional. De resto, tenho surfado aqui durante o verão, mas o mar está muito diferente. Este campeonato é muito difícil porque esta praia é muito imprevisível. É uma prova com muitas surpresas e uma vitória aqui é muito prestigiante", sublinhou PLC.

    Entretanto, na competição de dropknee, que decidirá na Praia Grande o campeão mundial de 2021, os havaianos varreram a concorrência nos quartos-de-final. O tetracampeão mundial Sammy Morretino protagonizou um desempenho magistral que banalizou o sul-africano Iain Campbell, derrotando-o com um total de 16,3 pts contra 9,33 pts do rival.

    Nas outras baterias, Kellen Yamasaki bateu o francês Amaury Lavernhe, Dave Hubbard derrotou o francês Fabien Thazar e Kamika Rohr-Kamai levou a melhor sobre o espanhol Hugo Hernandez.

    Resultados que garantem desde já uma certeza. O título mundial ficará na posse de um kneeboarder havaiano, algo que já sucede desde 2014.

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • Portugal
  • Verão
  • Setembro
  • Competição
  • bodyboard
  • Dropknee
  • Câmara Municipal de Sintra
  • FPS
  • Federação Portuguesa de Surf
  • IBC
  • IBC World Cup
  • sintra portugal pro
  • Sintra Portugal Pro 2021
  • PLC
  • Pierre-Louis Costes
  • Ricardo Rosmaninho
  • Fotografia
    João Araújo
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
outubro 20
Sete raias mantidas em cativeiro foram devolvidas ao mar das Berlengas
outubro 18
Praia da Arriba coroou os campeões nacionais de skimboard de 2021
outubro 20
Joel Rodrigues apurado diretamente para a ronda 3 do Frontón King no Open
outubro 19
Joel Rodrigues, o bodyboarder português que enfrenta o Frontón em busca do título mundial júnior
outubro 20
Tomás Lacerda é o primeiro campeão nacional de SUP Downwind
outubro 19
A Vaga Gigante está de regresso e o período de espera já começou!
outubro 18
Bodyboarders profissionais homenagearam o malogrado Tom Morey