Homepage

  • Presidente da ISA ambiciona estreia do surf adaptado nos Jogos Paralímpicos em 2028
    29 setembro 2021
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    ISA/Pablo Jimenez
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O plano inicial passava pela inclusão em Paris'2024, mas tal não foi possível.
  • Este ano de 2021 é o ano em que o surf fez a sua estreia no maior evento desportivo do mundo, os Jogos Olímpicos. Tóquio'2020 consagrou os primeiros campeões olímpicos da história, que foram Ítalo Ferreira e Carissa Moore. 

    Com o surf a estar confirmado no programa das próximas Olimpíadas, Paris'2024, a Associação Internacional de Surf (ISA) reafirmou em comunicado oficial que continua a ambicionar que no futuro o surf adaptado seja igualmente parte integrante dos Jogos Paralímpicos

    Inicialmente a estrutura liderada por Fernando Aguerre apontou para que este desejo fosse uma realidade nos Jogos de Paris'2024, mas os intentos não foram bem sucedidos. Desta forma, as baterias estão agora apontadas para uma inclusão olímpica em Los Angeles'2028, o que a acontecer seria certamente muito especial para a ISA, que tem a sua sede em La Jolla, na Califórnia. Isto também poderia ser um presságio de que o surf iria continuar a integrar os Jogos Olímpicos. 

    Apesar de numa primeira abordagem não ter sido bem sucedido nesta missão, Fernando Aguerre continua otimista e agora embalado pelo sucesso que foi a estreia olímpica do surf.

    "Depois de testemunharmos o sucesso que foi a entrada do surf nos Jogos Olímpicos, estamos mais motivados do que nunca para continuar com os nossos esforços de incluir o surf adaptado nos Jogos Paralímpicos. Sabemos que a concretizar-se esta inclusão, o impacto será igualmente positivo".

    "As nossas ambições paralímpicas passam por espalhar a alegria do surf ao redor do mundo. O surf é terapêutico e traz consigo um valor único, a conexão com a natureza. Aumentar o alcance e a audiência da modalidade através da plataforma paralímpica permitirá disseminar ainda mais o poder do surf e a nossa missão de fazer fazer do mundo um local melhor através do surf", sublinhou Aguerre.

    Para já, o responsável máximo da ISA assegura que a instituição a que preside irá manter as "conversações com o Comité Paralímpico Internacional" e "aguardar serenamente" até "tomar conhecimento do modo como será feito o processo de seleção de novas modalidades para os Jogos Paralímpicos de 2028".

    "Com Los Angeles e Brisbane'2032 no horizonte, sendo ambos reconhecidos destinos de surf, o momento não poderia ser mais perfeito para adicionar o nosso dinâmico desporto a este evento", concluiu.

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • Surf Adaptado
  • ISA
  • Fernando Aguerre
  • International Surfing Association
  • Jogos Paralímpicos
  • Fotografia
    ISA/Pablo Jimenez
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
fevereiro 07
O tempo vai mudar esta quarta-feira: vem aí chuva em especial na região Sul
fevereiro 07
Seleção Nacional de Surf inicia operação Mundial ISA/Eurosurf com estágio em Peniche
fevereiro 07
Caparica recebe em março prova de qualificação para a Liga MEO Surf 2023
fevereiro 07
Cursos de Treinadores de Surfing Grau I/Surf Grau II da ASIP alargados a novos locais e já com inscrições abertas
fevereiro 07
Regressa a chuva e dois distritos estão sob aviso amarelo
fevereiro 06
Sintra Pro no calendário do Mundial de Bodyboard 2023, mas sem elite masculina
fevereiro 06
Temperatura a descer e a chuva deverá regressar esta semana