Homepage

  • Nacional de Bodyboard: Pierre-Louis Costes e Filipa Broeiro triunfam no Cabedelo
    19 setembro 2021
    arrow
    arrow
  • Para Filipa Broeiro esta foi a primeira vitória da carreira na competição máxima do bodyboard nacional.
  • A Praia do Cabedelo, na Figueira da Foz, consagrou este domingo os primeiros vencedores de 2021 no que diz respeito ao Circuito Nacional de Bodyboard Open. 

    Pierre-Louis Costes e Filipa Broeiro foram os vencedores da etapa figueirense, segunda em agenda no calendário, mas que acabou por ser a inaugural da presente campanha face ao cancelamento daquela que teria sido a primeira etapa, em São Jacinto, no mês passado.

    Pierre, bodyboarder francês radicado em Portugal há mais de 10 anos, já tinha avisado que estava na Figueira para fazer estragos, tendo apresentado o score combinado mais alto do primeiro dia de competição (16 pontos em 20 possíveis)

    Neste dia de todas as decisões, PLC esperou pela final para abrir o livro com os seus famosos backflips. Na final, Pierre-Louis Costes deixou no quarto lugar o 10 vezes campeão nacional Manuel Centeno, em terceiro, o vice-campeão nacional do ano passado, Ricardo Rosmaninho, enquanto Miguel Ferreira, antigo campeão europeu júnior e um dos grandes destaques da prova, ficou na segunda posição.

    Pelo caminho, nas meias-finais, ficou o atual campeão nacional Open, Daniel Fonseca, que não resistiu a uma bateria em que saíram por cima Miguel Ferreira e Ricardo Rosmaninho.

    No final do dia, o bodyboarder gaulês resumiu assim a sua participação nesta prova:

    “Tentei guardar o melhor para o fim, mas foi muito difícil. Das quatro baterias que disputei este domingo só ganhei a final. No heat dos quartos-de-final apanhei pela frente o Manuel Centeno e o Pedrim [Pedro Correia] e só consegui o 'score' no fim. Esse foi um momento decisivo porque deu-me a confiança que precisava para ganhar", confidenciou o duas vezes campeão do mundo de bodyboard.

    Curiosamente, na competição feminina, Joana Schenker, campeã nacional em título, partilhou a mesma sorte do seu homólogo masculino (Daniel Fonseca), caindo nas meias-finais frente às irmãs Padrela, Teresa e Madalena, naquela que foi uma eliminação prematura da heptacampeã nacional.

    Para este desfecho contribuiu fortemente uma lesão lombar para a qual Joana estava a ser medicada há vários dias e que chegou a colocar em causa a sua participação na etapa figueirense. Para que se perceba a raridade do sucedido, em sete anos esta é apenas a segunda vez que Joana Schenker não obteve a qualificação para uma final do circuito nacional.

    Mas o dia foi mesmo de Filipa Broeiro. A jovem bodyboarder está a atravessar o melhor momento de forma da ainda curta carreira. Depois de ter alcançado, no passado fim de semana, uma histórica final no Sintra Portugal Pro, Filipa surfou de forma dominadora até à vitória na Figueira, batendo na final Teresa e Madalena Padrela, segunda e terceira classificadas, respetivamente, enquanto a vice-campeã nacional Teresa Almeida ficou no quarto posto.

    Filipa Broeiro, por seu turno, falou ainda tomada pela emoção daquela que foi a sua primeira vitória no circuito nacional:

    “Sinto-me completa. Dei o meu melhor e o início da bateria nem me correu bem. A Teresa Padrela fez um grande 'rollo' à minha frente, que até elogiei. No entanto, depois surgiram as ondas certas e aconteceu", disse a bodyboarder de 20 anos.

    E agora, com a eliminação de Joana Schenker nas meias-finais e este triunfo, a questão que se coloca é se Filipa já pensa no título nacional Open:

    “Não é uma questão de ter ou não a Joana pela frente. Tenho de pensar em todas as atletas, pois o bodyboard feminino em Portugal está em grande. É uma questão de estar focada e tentar não colocar pressão em cima de mim. Tomei essa decisão o ano passado e deu bons resultados, por isso, é para manter", concluiu.

    Paralelamente à competição realizada neste fim de semana, referência para uma 'expression session' especial levada a cabo na noite de sábado, que tirou proveito da recém-inaugurada iluminação pública do Molhe Sul da Praia do Cabedelo e que abre a possibilidade de ter surf noturno de forma regular na Figueira. Uma sessão histórica, que foi transmitida em direto pelo webcast da Bboard TV.

    O Circuito Nacional de Bodyboard de 2021 segue agora para o arquipélago dos Açores, nomeadamente, para a onda de Santa Catarina, na ilha Terceira, onde se realizará a terceira etapa do calendário no fim de semana de 2 e 3 de outubro. As inscrições já estão abertas.

     

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • bodyboard
  • Competição
  • Portugal
  • FPS
  • Federação Portuguesa de Surf
  • BBoard TV
  • meo
  • Crédito Agrícola
  • Cabedelo
  • Praia do Cabedelo
  • Câmara Municipal da Figueira da Foz
  • Circuito Nacional de Bodyboard
  • Pierre-Louis Costes
  • PLC
  • Filipa Broeiro
  • Associação de Bodyboard Foz do Mondego
  • Fotografia
    CNBB
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
outubro 19
Joel Rodrigues, o bodyboarder português que enfrenta o Frontón em busca do título mundial júnior
outubro 19
Embarcação fica com leme destruído após interação com orcas a sul de Troia
outubro 19
Seleção Nacional de Surf Adaptado prepara Mundial com dois estágios
outubro 19
Praia do Cabo do Mundo apadrinhou estreia da Matosinhos Surf School Cup
outubro 19
Título nacional de Surf Esperanças Sub-18 discute-se em Ribeira d'Ilhas
outubro 18
Praia da Arriba coroou os campeões nacionais de skimboard de 2021
outubro 18
Os números do evento principal do Ericeira WSR+10