Homepage

  • David Raimundo e a aventura de Vasco em Huntington Beach: 'Queríamos mais'
    27 setembro 2021
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    WSL/Kenneth Morris
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O também selecionador nacional de surf não escondeu que a derrota do seu comandado foi 'dura" e 'difícil de gerir'.
  • Em termos masculinos, a participação lusa no emblemático US Open of Surfing esteve concentrada exclusivamente no atual campeão nacional de surf, Vasco Ribeiro. O recordista de títulos nacionais Open no masculino arrancou a sua campanha na novíssima Challenger Series com um 17º lugar final na prova realizada no sempre difícil mar de Huntington Beach.

    Depois de atirar para fora de prova os tops mundiais Jack Robinson e Michel Bourez na segunda ronda, Vasco foi afastado do campeonato na terceira ronda, num heat complicado onde teve muitos poucas oportunidades para aplicar o seu tão característico power surf. Nesta sua aventura pela Califórnia, Vasco Ribeiro fez-se acompanhar de um dos seus treinadores, David Raimundo.

    Na sua página oficial na rede social Instagram, o também selecionador nacional de surf não escondeu que a derrota do seu comandado foi "dura" e "difícil de gerir". "O quiver do Vasco estava bom. Ele estava focado, motivado e muito determinado num bom resultado. Queríamos mais", afirmou o responsável técnico.

    No mesmo texto, David Raimundo enalteceu ainda o facto de Vasco Ribeiro ter superado pela primeira vez um heat no US Open of Surfing. "Este é, provavelmente, o campeonato mais difícil de competir do mundo. Depois de nunca ter passado nenhum heat no evento principal deste campeonato, acreditávamos que este ano seria diferente. E diferente para melhor!"

    Apesar de ter competido num "heat ingrato e "praticamente sem ondas" diante do finalista vencido Jake Marshall e do taitiano Mihimana Braye, David Raimundo sublinhou que Vasco Ribeiro teve a sua "oportunidade", mas "infelizmente não conseguiu fazer a nota que precisava" nos instantes finais da contenda. 

    Terminada esta história, o foco está já apontado para o próximo desafio: o MEO Vissla Pro Ericeira. Prova que será realizada entre os dias 2 e 10 de outubro em Ribeira d'Ilhas, precisamente a praia na qual Vasco Ribeiro sagrou-se campeão do mundo júnior da World Surf League (WSL) em 2014. 

    "Agora mais a frio, olhamos para todos os aspetos positivos destes últimos dez dias nos Estados Unidos da América e vemos que estamos no bom caminho. Ribeira é já esta semana e vamos poder mostrar mais uma vez o nosso valor", concluiu David Raimundo.

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • Surf
  • Competição
  • WSL
  • World Surf League
  • Vasco Ribeiro
  • David Raimundo
  • US Open of Surfing
  • Fotografia
    WSL/Kenneth Morris
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
outubro 19
Joel Rodrigues, o bodyboarder português que enfrenta o Frontón em busca do título mundial júnior
outubro 19
Embarcação fica com leme destruído após interação com orcas a sul de Troia
outubro 19
Seleção Nacional de Surf Adaptado prepara Mundial com dois estágios
outubro 19
Praia do Cabo do Mundo apadrinhou estreia da Matosinhos Surf School Cup
outubro 19
Título nacional de Surf Esperanças Sub-18 discute-se em Ribeira d'Ilhas
outubro 18
Praia da Arriba coroou os campeões nacionais de skimboard de 2021
outubro 18
Os números do evento principal do Ericeira WSR+10