Homepage

  • Estrelas do Bodyboard a postos para o Sintra Pro Portugal 2021
    27 agosto 2021
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Divulgação
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Entre 7 e 12 de Setembro a Praia Grande vai receber a emblemática prova.
  • Os grandes talentos nacionais e internacionais já estão a aquecer os motores para o Sintra Portugal Pro que se realiza entre os dias 7 e 12 de Setembro na Praia Grande, naquela que é a sua 25ª edição depois de uma interrupção, o ano passado, devido à pandemia.

     Com o  título mundial da variante de dropknee, e os troféus World Cup of Bodyboarding open, feminino e projunior, sancionados pela International Bodyboarding Corporation (IBC), esta é uma prova emblemática e sempre apetecível. Que o diga o francês Pierre Louis Costes, ex-campeão mundial radicado em Portugal e duas vezes vencedor da prova, tantas quantos os títulos mundiais da carreira:

    “Estou muito feliz em participar no Sintra Pro este ano porque o ano passado não tivemos essa possibilidade. É uma prova de grande prestígio que ganhei duas vezes e na qual fiquei também três vezes em segundo lugar. É também uma prova muito difícil de preparar pelas características da Praia Grande, spot onde as condições mudam muito e muito rapidamente e isso dá muito valor a este troféu.” 

    Questionado acerca da concorrência, onde se destacam nomes como os do compatriota e amigo Amaury Lavernhe ou os havaianos Dave Hubbard e Sammy Morretino ou Tristan Roberts o sul-africano campeão mundial em título, Pierre Louis Costes prefere valorizar a afluência de qualidade que se espera este ano e a “luz ao fundo do túnel”:

    “Sei que vamos ter muitos nomes grandes em Sintra e que vai ser, no fundo, uma celebração do bodyboard e de Desporto. É um ano de transição e que nos dá muita esperança para o futuro. A seguir vamos ter provas em França e nas Canárias e Sintra é, neste momento, uma luz ao fundo do túnel.”

    Também o bicampeão nacional Daniel Fonseca revela entusiasmo para a 25ª edição do Sintra Portugal Pro: “Estou na expectativa de saber quem vem ao campeonato. Temos novamente uma prova de dimensão mundial em Portugal e estou com pica. Mais um ano a tentar, pelo menos, fazer uma final em Sintra. O meu melhor resultado foi um quinto lugar em 2018, quando a prova não acabou devido ao nevoeiro. Era o sonho ser o segundo português a ganhar [o primeiro foi Manuel Centeno, em 2003]. Há praticamente um ano que não compito e estou com muita vontade de regressar.”

     Na competição feminina, o lote de vedetas é também vasto, com a japonesa Sari Ohara, a campeã mundial em título, ou a brasileira Isabela Sousa, quatro vezes campeã mundial ou a portuguesa Joana Schenker, antiga campeã mundial, a encabeçar o cartaz.

     Joana Schenker , vencedora do Sintra Portugal Pro e campeã mundial em 2017, fala do “significado sentimental” da prova que lhe abriu as portas do seu histórico título: “Ainda bem que temos Sintra, novamente, este ano. É uma daquelas provas que tradicionalmente faz parte do ano competitivo e que vai ter uma adesão forte das miúdas internacionais. Isto também ajuda a demonstrar o quanto esta prova é importante e respeitada além-fronteiras. Para mim, Sintra tem também um significado sentimental. E são os 25 anos do Sintra Portugal Pro, temos de celebrar!”

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Sintra Portugal Pro 2021
  • Bodyboard
  • Campeonato Mundial de Bodyboard
  • Fotografia
    Divulgação
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
outubro 20
Sete raias mantidas em cativeiro foram devolvidas ao mar das Berlengas
outubro 18
Praia da Arriba coroou os campeões nacionais de skimboard de 2021
outubro 20
Joel Rodrigues apurado diretamente para a ronda 3 do Frontón King no Open
outubro 19
Joel Rodrigues, o bodyboarder português que enfrenta o Frontón em busca do título mundial júnior
outubro 20
Tomás Lacerda é o primeiro campeão nacional de SUP Downwind
outubro 19
A Vaga Gigante está de regresso e o período de espera já começou!
outubro 18
Bodyboarders profissionais homenagearam o malogrado Tom Morey