Homepage

  • É o efeito Jogos Olímpicos: aumentou 18 vezes mais o número de seguidores dos surfistas nas redes sociais
    20 agosto 2021
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    ISA/Pablo Jimenez
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Os finalistas da prova olímpica masculina, Ítalo Ferreira e Kanoa Igarashi, foram os surfistas que tiveram um maior crescimento de seguidores nas redes sociais.
  • Os Jogos Olímpicos de Tóquio'2020 ficaram marcados pela estreia do surf no maior evento desportivo do mundo. Isso fez naturalmente com que o surf atingisse uma projeção mediática que nunca tinha granjeado na sua história.

    Agora que a poeira já assentou em relação às Olimpíadas, um recente relatório da Hookit, empresa dedicada à análise das redes sociais, ao qual o site 'Shop Eat Surf' teve acesso, vem confirmar isso mesmo. O estrondoso retorno mediático que Tóquio'2020 teve no surf e naturalmente nos 40 surfistas (20 homens + 20 mulheres) que competiram durante três intensos dias de prova em Tsurigasaki Beach. 

    Segundo a Hookit em comparação com o período pré-olímpico, durante os Jogos aumentou 18 vezes mais o número de seguidores dos surfistas nas diferentes plataformas de redes sociais, que inclui o Facebook, Instagram, YouTube, Twitter, TikTok, Twitch, VK e Weibo.

    Diz a mesma empresa que os surfistas foram os atletas que registaram um maior crescimento em termos de seguidores quando comparados com outras modalidades que estão há uma vida incorporadas no programa olímpico, como é o caso da natação, atletismo ou ginástica. Os atletas destas modalidades aumentaram 10 vezes mais o seu número de seguidores. 

    Esta discrepância do surf em relação aos restantes desportos é facilmente compreendida, pois trata-se de uma novidade nos Jogos Olímpicos, pelo que o grande público não tem o conhecimento profundo de quem são grande parte dos atletas que estiveram em prova. Ainda por cima quando aquele nome que até os mais distraídos conhecem, Kelly Slater, nem sequer esteve presente. Este tremendo impacto nas redes sociais pode ser também um bom barómetro na hora de avaliar se a estreia olímpica do surf foi ou não um sucesso e potenciais impactos para a permanência no evento. 

    Entre os atletas, o medalhado de prata, Kanoa Igarashi, foi aquele que mais viu os seus 'followers' crescerem em termos proporcionais. 202% face ao que tinha antes do início da prova. Já o campeão olímpico masculino, Ítalo Ferreira, teve um aumento de 142%. Um número bastante interessante, pois estamos a falar de alguém que é o atual campeão do mundo de surf.

    É verdade que existe a eterna discussão sobre o que é mais relevante, o título mundial ou a medalha de ouro olímpica, mas em termos mediáticos junto do grande público parece não existirem muitas dúvidas sobre qual aquele que traz maior retorno aos atletas.

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • Surf
  • Competição
  • Tóquio'2020
  • Jogos Olímpicos de Tóquio
  • Redes Sociais
  • Fotografia
    ISA/Pablo Jimenez
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
outubro 22
Surf Clube de Viana faz história! É a primeira instituição do mundo a receber o certificado STOKE Melhores Práticas
outubro 22
Frontón King: Joel Rodrigues diz adeus à prova da categoria Open
outubro 22
Praia do Peneco alvo de 'intervenção porfunda'
outubro 22
Praia do Dragão Vermelho acolhe etapa única do Nacional de Longboard de 2021
outubro 23
Bodyboard: Conta de Instagram da IBC foi hackeada
outubro 22
Algarve eleito o 'Melhor Destino de Praia da Europa'
outubro 22
Heat draw definido para a finalíssima do Nacional de Surf Esperanças Sub-18