Homepage

  • Teresa Bonvalot vai competir no primeiro heat de sempre do surf feminino nas Olimpíadas
    22 julho 2021
    arrow
    arrow
  • Deste momento inédito também farão parte Carissa Moore, Daniella Rosas e Dominic Barrona.
  • Já faltam menos de 24 horas para o início dos Jogos Olímpicos de Tóquio'2020. Competição na qual o surf vai estrear-se no programa do maior evento desportivo do mundo.

    Vivemos por isso momentos de ansiedade enquanto não chega o tão desejado momento em que a 'buzina olímpica' irá tocar pela primeira vez em Tsurigasaki Beach, na província de Chiba, a sensivelmente 90 quilómetros de Tóquio, a capital do Japão e cidade sede dos Jogos da 32ª Olimpíada. 

    40 surfistas (20 homens + 20 mulheres) ficarão para a história do surf de competição, como os primeiros atletas olímpicos da modalidade que tanto gostamos. Entre eles, estão três representantes do surf português: Frederico Morais, Yolanda Hopkins e Teresa Bonvalot.

    E precisamente nesta altura, com o período de espera da prova perto de começar (25 de julho a 1 de agosto), sucedem-se as análises, as pesquisas e o acumular de informação sobre o tudo que está relacionado com o surf e as Olimpíadas. 

    Por isso, nestas viagens pelo maravilhoso universo olímpico, demos de caras com uma interessante curiosidade no que diz respeito ao heat draw da competição feminina. Se Yolanda Hopkins entrará em ação no quinto e último heat da primeira ronda, tendo como uma das rivais a top mundial Caroline Marks, já a compatriota Teresa Bonvalot estará na situação inversa. Isto é, na bateria inaugural da prova destinada às senhoras.

    Isto significa que Teresinha terá a honra e o privilégio de surfar na primeira bateria de sempre do surf feminino nos Jogos Olímpicos. Um registo que ficará eternamente gravado na história da carreira da surfista de Cascais, mas também do surf português, que estará na água num momento tão especial.

    Neste heat, Teresa Bonvalot terá a companhia das sul-americanas Daniella Rosas e Dominic Barona, bem como da consagrada Carissa Moore, atual líder destacada do ranking mundial feminino. 

    E como é que este emparelhamento aconteceu? Cortesia do seeding, que neste primeiro heat toca os extremos, passando igualmente pelo seu equador.

    Por isso, temos na mesma bateria a 1º classificada do seeding entre as 20 surfistas em prova, Carissa Moore, e a última colocada, a equatoriana Dominic Barrona. O lote fica completo com Teresa Bonvalot, 10ª do seeding, e a peruana Daniella Rosas, que está imediatamente atrás da tricampeã nacional de surf no seeding. Ocupa a 11ª posição.

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • Surf
  • ISA
  • Tóquio'2020
  • Jogos Olímpicos de Tóquio
  • Competição
  • Teresa Bonvalot
  • Federação Portuguesa de Surf
  • FPS
  • Japão
  • Seleção Nacional
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
julho 31
Porque motivo este verão está a ser tão ventoso? Pedro 'Pecas' explica
julho 28
Em Tóquio'2020, regressou o bom e velho Owen Wright: 'Muitos pensavam que não ia chegar às medalhas'
julho 28
Japão foi o país mais medalhado na prova olímpica de surf
julho 30
Projeto Ericeira WSR+10 discutiu o Turismo de Surf em nova conferência
julho 30
David Raimundo: “2021 foi o ano que mais me marcou”
julho 29
Yolanda Hopkins: “Se alguém me apoiar a sério, não vou desiludir”
julho 29
Frederico Morais já regressou aos treinos no mar